Complexo da Maré não tem presença de fuzileiros navais

A Marinha havia garantido reforço na segurança para as eleições em seis favelas do Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro

Agência Estado |

Agência Estado

Apesar da previsão de que haveria um esquema de reforço da segurança garantido pela Marinha para as eleições em seis favelas do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, até as 8h20 deste domingo não havia fuzileiros navais nas comunidades Fogo Cruzado e Timbau.

Especial: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Há dezenas de pessoas fazendo boca de urna e circulando com bandeiras de candidatos nas proximidades da Escola Municipal Bahia, um dos locais que concentra a maior quantidade de eleitores na Maré, às margens da Avenida Brasil. Antes da abertura dos portões, às 8h00, havia uma enorme fila de eleitores aguardando o início da votação. Há apenas cinco policiais militares respondendo pela segurança do local.

Última hora: Tire suas dúvidas sobre a votação de hoje no Guia do Eleitor do iG

A assessoria de imprensa do Primeiro Distrito Naval, que coordena o patrulhamento dos fuzileiros navais na Maré, informou que os militares não ficarão em pontos fixos. Eles circularão pela região para, segundo a Marinha, garantir uma cobertura mais abrangente da área. Até o momento, não há registro de incidentes e o clima é de tranquilidade no Complexo da Maré.

Saiba mais: Educação Política - O que o prefeito faz com os impostos que você paga

    Leia tudo sobre: eleicoes2012eleicoes2012riodejaneiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG