Eduardo Campos emplaca candidato no Recife e petista pode ficar fora do 2º turno

Geraldo Júlio lidera a corrida pela prefeitura; atrás de Daniel Coelho (PSDB), petista Humberto Costa corre o risco de ficar fora do segundo turno

iG Ceará |

Produto do desentendimento do PT do Recife que levou à intervenção da cúpula nacional, a candidatura de Humberto Costa (PT) a prefeito da capital pernambucana pode ser desbancada ainda no primeiro turno. Apadrinhado pelo governador Eduardo Campos (PSB), que pavimenta o caminho para a corrida presidencial de 2014, Geraldo Júlio (PSB) lidera as principais pesquisas de intenção de voto. Atrás dele, aparece nas pesquisas o tucano  Daniel Coelho (PSDB), que na reta final assumiu o segundo lugar na preferência do eleitorado.

Datafolha: Daniel Coelho cresce e assume o segundo lugar; Geraldo Julio lidera

Leia mais: Em debate, candidato do PT se diz magoado com PSB

Quando o PSB de Recife decidiu romper com o PT e lançar a candidatura própria, Geraldo Júlio era desconhecido da população. O socialista foi o candidato que mais cresceu durante a campanha. No levantamento divulgado pelo Ibope no sábado (6), ele lidera com 54% dos votos válidos, ante 23% de Daniel Coelho e 18% de Humberto Costa

Leia também: Em almoço por Haddad, Lula se divide entre adversários no Recife

Bobby Fabisak/JC Imagem/AE
Candidato do governador Eduardo Campos, Geraldo Julio (PSB) lidera pesquisas no Recife: segundo turno pode ser contra o tucano Daniel Coelho

O desempenho de Júlio se deve em grande parte ao empenho de Campos como cabo eleitoral, que tem alto índice de aprovação. Soma-se à popularidade do governador pernambucano a ampla aliança em torno da candidatura socialista, formada por 14 partidos.

Do lado petista, o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não surtiu o efeito esperado. Humberto Costa entrou na disputa liderando todas as pesquisas, após o atual prefeito, João da Costa (PT), com gestão mal avaliada, ser alijado do partido e impedido de disputar a reeleição.

Saiba tudo: Leia todas as notícias sobre a eleição no Recife

A campanha investiu inicialmente no apoio de Lula. A imagem do ex-presidente foi amplamente utilizada, mas não impediu que Costa despencasse nas intenções de voto. Desde julho, o petista caiu 19 pontos e, na última pesquisa Datafolha, aparecia em terceiro lugar com 19% na pesquisa estimulada. Diante da queda franca, a propaganda do PT no Recife passou a atacar Eduardo Campos e tentar se desvincular ainda mais do prefeito João da Costa. A estratégia não evitou a desidratação do petista e nem ascensão de Daniel Coelho. 

Em quarto lugar, segundo o último Ibope, aparece Mendonça Filho (DEM), que começou em segundo lugar e hoje aparece com 4% dos votos válidos. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG