'Os três estão empatados, mas amanhã a gente vai ganhar', diz Haddad

Pesquisa Datafolha mostra empate técnico entre o petista, Serra e Russomanno na disputa pela Prefeitura de São Paulo

Ricardo Galhardo - iG São Paulo | - Atualizada às

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad , disse neste sábado, ao comentar a pesquisa Datafolha divulgada hoje, que “vai ganhar” a eleição na capital paulista. “Os três estão empatados, mas amanhã a gente vai ganhar”, afirmou o petista.

Datafolha: Serra tem 28% dos votos válidos, Russomanno, 27% e Haddad, 24%

Leia mais:  Haddad volta a criticar proposta de Russomanno sobre transporte

José Serra (PSDB) aparece com 28% dos votos válidos, Celso Russomanno (PRB) com 27% e Fernando Haddad (PT) com 24%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Os votos válidos excluem brancos e nulos e desconsideram os eleitores que se disseram indecisos.

O coordenador geral da campanha de Haddad, Antonio Donato, disse que o levantamento do Datafolha, que mostra a disputa embolada, coincide com as sondagens encomendadas pelo PT, mas com o petista numericamente à frente dos adversários. “Agora a gente tem que animar a militância e ir para a rua”, afirmou.

Leia também:  Chalita ataca Kassab e diz que foi xingado na rua 

Mais cedo,  Haddad rebateu as críticas de Russomanno , que o chamou de mentiroso pelas propagandas contrárias às propostas de mudança nas cobranças do Bilhete Único na cidade. "É um direito meu e de qualquer cidadão se opor a uma proposta que considera injusta", disse Haddad. "Eu não estou questionando a pessoa ou a intenção, mas sim a proposta", afirmou.

A proposta de Russomanno prevê que o preço da passagem de ônibus custe de acordo com o tamanho do trajeto percorrido. Desse modo, quem faz um caminho menor paga menos, e quem anda mais, paga uma tarifa maior, sem ultrapassar, porém, o valor de R$ 3. Na sexta-feira (5), Russomanno chegou a usar alto-falantes para chamar Haddad de mentiroso pelas propagandas eleitorais petistas contrárias a essa proposta.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG