PT defende voto útil em Haddad na periferia de São Paulo

Petistas argumentam nas redes sociais que Russomanno está em queda livre e seria um adversário fácil para Serra num eventual segundo turno

Ricardo Galhardo - iG São Paulo | - Atualizada às

O presidente do diretório municipal do PT e coordenador geral da campanha de Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo, Antonio Donato, disse nesta sexta-feira que o partido vai pedir o voto últil em favor do candidato petista na periferia da cidade. Petistas tem defendido nas redes sociais da internet que eleitores de Gabriel Chalita (PMDB) e Celso Russomanno (PRB) votem em Haddad para evitar que José Serra (PSDB) volte à prefeitura. 

São Paulo:  Lula diz que eleição é a 'mais complicada' de que já participou

Galeria de fotos:  Veja imagens da reta final da campanha

Eles argumentam que Russomanno está em queda livre e seria um adversário fácil para Serra. Portanto, a única forma de impedir a vitória do tucano apoiado pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD) é votar em Haddad. “A conta é mesmo essa. (O voto útil) é um argumento político que a gente usa. Você quer derrotar o Serra? Então vote no Haddad”, disse Donato.

Segundo ele, as pesquisas internas do PT detectaram que existe um grande número de eleitores, principalmente na periferia, que deseja impedir o retorno do tucano à prefeitura. Para parte destes eleitores, Russomanno foi identificado inicialmente como o instrumento para derrotar Serra. “A gente tem que explicar que o Russomanno não é mais o instrumento para derrotar o Serra”, disse Donato.

Leia mais:  Serra critica ‘invasão’ de candidatos na propaganda de vereadores em SP

O mesmo argumento vale para os eleitores de Chalita, candidato que mais tem se beneficiado da queda de Russomanno nas pesquisas.

Outros líderes petistas enxergam com reservas a tática do voto últil. Segundo eles, Russomanno e Chalita são possíveis aliados em caso de segundo turno entre Haddad e Serra e, por isso, é preciso evitar qualquer atrito desnecessário com os dois.

Quanto aos pesados ataques feitos por Russomanno a Haddad na TV, Donato foi irônico. “Ele nos atacou mas nós somos generosos”.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG