Adversários intensificam ataques a Fortunati em debate em Porto Alegre

Manuela D'Àvila (PC do B) e Adão Villaverde (PT) lançaram suspeitas sobre o uso da máquina pública pela campanha de candidato à reeleição

Agência Estado |

Agência Estado

Os candidatos Manuela D'Àvila (PC do B), Adão Villaverde (PT) e Roberto Robaina (PSOL) intensificaram os ataques ao prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), concorrente à reeleição e líder nas pesquisas com possibilidade de vencer no primeiro turno, durante debate na RBS TV, na noite desta quinta-feira.

Datafolha: Fortunati vai a 51% em Porto Alegre; Manuela tem 21%

Futura Press
Candidatos em Porto Alegre participam de debate promovido pela TV RBS


Manuela e Villaverde usaram até mesmo o tempo que tinham para perguntar e responder sobre outros assuntos para lançar suspeitas sobre o uso da máquina pública pela campanha de Fortunati. Citaram investigação do Ministério Público que está apurando um diálogo em que representantes do Orçamento Participativo teriam levado a notícia do início do asfaltamento de um beco e pedido apoio para o candidato a vereador Cássio Trogildo (PTB) e também para o prefeito a moradores do bairro Rubem Berta, na zona norte da cidade.

Ibope: Fortunati lidera com 47% e Manuela tem 24%, diz Ibope

Fortunati apresentou despacho da Justiça que mandou apreender panfletos que teriam sido elaborados pelo PT porque as peças, ao se referir ao mesmo tema, caracterizariam difamação e injúria, sujeitando seus autores a penas previstas na legislação. Robaina citou o caso de um instituto prestador de serviços que teria desviado R$ 10 milhões da prefeitura. Fortunati sustentou que a administração percebeu a irregularidade e tomou as providências cabíveis.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG