Dilma faz ataques indiretos a Aécio em comício em BH

Ao lado do candidato petista na capital mineira, Patrus Ananias, presidenta respondeu a acusações do senador tucano sobre ser "estrangeira" na disputa eleitoral em BH

Reuters |

Reuters

A cinco dias do primeiro turno das eleição, a presidenta Dilma Rousseff fez ataques indiretos ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) durante comício em Belo Horizonte em apoio ao candidato do PT ao comando da capital mineira, Patrus Ananias .

No segundo evento público de apoio a um candidato petista - ela já havia participado de um comício de Fernando Haddad em São Paulo - Dilma rebateu, sem citar o nome do senador mineiro, as críticas feitas por ele sobre a intervenção de "estrangeiros" na disputa eleitoral na capital mineira.

Divulgação/Facebook
No palanque ao lado de Patrus Ananias (PT), a presidenta Dilma Rousseff respondeu a críticas feitas por Aécio Neves (PSDB) sobre sua interferência na disputa pela capital mineira

"Sou nascida e criada em Minas, e é com esse sangue mineiro que corre nas minhas veias que fui eleita e governo o Brasil. Se em algum momento saí de Minas é porque tive que sair para lutar contra a ditadura militar", disse a presidente. "Não saí para passear, para ir à praia, mas para lutar por um país melhor", completou. Aécio é apontado como principal nome tucano para enfrentar Dilma, numa eventual tentativa de reeleição da presidenta em 2014.

Dilma elogiou a atuação de Patrus, que foi ministro do Desenvolvimento Social durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , lembrando especialmente o programa Bolsa Família.

Segundo pesquisa Ibope divulgada na terça-feira (02), Patrus diminuiu a vantagem do candidato Márcio Lacerda (PSB), apoiado por Aécio e líder da corrida eleitoral em Belo Horizonte, de 17 pontos percentuais para 9 pontos percentuais. O petista tem agora 35% das inteções de voto, contra 44% do socialista.

Dilma foi uma das articuladoras da candidatura de Patrus na capital mineira, após o rompimento da aliança que o PT tinha com o PSB na cidade. Atual prefeito que agora busca a reeleição, Lacerda elegeu-se em 2008 com apoio tanto do PT quanto do PSDB.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (04), o senador tucano respondeu a presidente. "É lamentável ver que, até hoje, a presidente Dilma precisa gastar a maior parte do seu tempo tentando convencer os mineiros de que ela é mineira de fato", afirmou.

Aécio chamou de "injustificável" que questões de Minas Gerais ainda estejam "sem resolução", citando os royalties do minério, o Anel Rodoviário, a BR-381 e o metrô de Belo Horizonte. "Nesse caso, sou forçado a concordar com o ex-presidente Lula. Como ele já disse: 'a gente tem uma gaúcha governando esse país...'", termina,

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG