Com carlismo repaginado, ACM Neto avança entre os jovens em Salvador

Candidato do DEM pega carona em desgaste do PT e se apresenta como ‘o novo’ sem negar a herança do avô na capital baiana, dizem especialistas

João Paulo Gondim - iG Bahia |

O deputado federal ACM Neto (DEM) perdeu a liderança isolada na disputa pela Prefeitura de Salvador, segundo pesquisas recentes , mas mantém boa inserção entre o eleitorado jovem da capital baiana. O dado contraria a tese de que o carlismo, herança do avô Antônio Carlos Magalhães, se associa apenas a eleitores mais velhos que acompanharam a trajetória do ex-senador e ex-governador do Estado, morto em 2007.

Especialistas dizem que ACM Neto pegou carona no desgaste do PT, devido às greves enfrentadas pelo governador do Estado, Jaques Wagner, e tentou se dissociar de quadros tradicionais do carlismo desde a eleição passada, quando se reelegeu deputado.

Salvador: Candidato do PT sobe, ACM Neto cai e disputa tem empate técnico

Leia mais: 'O PT não pode dar uma de bom moço na campanha', diz ACM Neto

Divulgação
ACM Neto faz palestra em escola para muitos eleitores que vão votar pela 1ª vez

Para o cientista político Paulo Fábio Dantas, a campanha de ACM Neto para prefeito tenta passar a imagem de “inovação tradicionalista” e resgatar o eleitor jovem decepcionado com o PT. “Podemos falar que é o porta-voz de uma tradição inovadora. Além disso, essa faixa etária ( dos 16 aos 24 anos ) tornou-se eleitora depois do desgaste do PT, como o mensalão", afirmou.

Ele vê a exposição do candidato do DEM durante o mandato como parlamentar como outro fator para a boa aceitação entre os jovens. "Em sua trajetória recente, ele ( ACM Neto ) trabalhou, continuamente, com símbolos de inovação e modernidade. Nas campanhas para deputado federal, fez dobradinha com jovens candidatos a deputado estadual, em detrimento a quadros tradicionais do carlismo, Heraldo Rocha e Beto Gaban, por exemplo", disse Dantas, também professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

De acordo com o levantamento do Ibope da segunda semana de setembro, ACM Neto conquistou cerca de 40% do eleitorado na pesquisa espontânea entre os que têm 16 a 24 anos. E chegou a 46% das intenções de voto na estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados.

Candidato do PT: ‘Atual prefeito de Salvador está com ACM Neto, não comigo’

Leia também: Juiz veta uso de vídeo pelo PT que mostra ACM Neto ameaçando Lula

Divulgação
ACM Neto visita ONG que trabalha com crianças
e jovens durante campanha em Salvador

A estratégia da campanha de ACM Neto é apresentá-lo como “o novo”, embora ele represente uma força política antiga, e associá-lo ao ex-prefeito Antônio Imbassahy (1997-2004) em contraposição ao atual, João Henrique Carneiro (2005-2012), muito mal avaliado pelo eleitorado soteropolitano. Imbassahy era do partido de ACM Neto, então chamado de PFL, migrou para o PSDB, mas já declarou apoio ao candidato do DEM. "A juventude tem saudade de um tempo que não viveu. Apesar de também haver problemas naquela época, o passado é idealizado", explica o cientista político Joviniano Neto, também professor da UFBA.

Para ele, ACM Neto também ganha pontos com os jovens pela presença nas redes sociais. Joviniano cita ainda as duas greves – a da PM e a de professores – como outro elemento que conta a favor do candidato do DEM. "Há uma demanda que foi incrementada por causa das duas greves (...) As pessoas pensam, 'se fosse com ACM, ele teria dado um jeito'. Então, as pessoas acham que ACM Neto pode cumprir esse papel, pode governar com mão forte", disse o cientista político.

Apoios:  Dilma pede votos para o PT em Salvador e desagrada o PMDB

Leia mais notícias no iG sobre as eleições na Bahia

Wilkson Santana Vieira tem 22 anos e já declarou voto em ACM Neto e se diz decepcionado com o PT. "O PT não tem me agradado, me decepcionou com o mensalão. E não queria a reeleição de Wagner ( em 2006 ), pois não gostei da atuação dele no seu primeiro mandato", afirmou Wilkson. "Desde que eu comecei a acompanhar política, eu me tornei democrata, até pelas propostas que os partidos têm apresentado, pelo desempenho dos candidatos, principalmente. Isso tem me agradado em ACM Neto. Ele tem tido competência nos seus mandatos como deputado federal, e eu creio que Salvador vá entrar nos eixos com ele", falou o jovem.

A opinião dele sobre o avô de ACM Neto é positiva. "Ele amava a Bahia. Outros políticos não tinham esse amor, não eram da terra. Wagner é carioca. ACM trazia benefícios para o Estado. Se ele estivesse vivo e na ativa, a Bahia não estaria nesta situação", declarou Wilkson.

Salvador:  Vereador abre mão do horário eleitoral por não ser do 'time de Lula'

A campanha de ACM Neto atribui a adesão de jovens à campanha à participação do candidato nas redes sociais. É o próprio ACM Neto, segundo a assessoria, que posta comentários na sua página oficial do Facebook e no Twitter. A campanha também cita o fato de ele ser o candidato mais jovem desta eleição.

O presidente da Juventude Democrata na Bahia (JDEM-BA), Bruno Alves, disse que a agremiação tem espaço livre e voz ativa na campanha. "Nós não ficamos reverberando o que o partido decide. Há troca constante de informação entre nós e ACM Neto".

Do outro lado, o presidente da União da Juventude Socialista (UJS) na Bahia, Vladimir Meira, que integra a campanha do adversário petista Nelson Pelegrino , atribui a ascensão de ACM Neto ao desconhecimento dos jovens sobre os períodos históricos. "Os jovens não presenciaram os tempos de ACM no governo, de perseguição aos opositores, nem as politicas neoliberais de FHC", disse Meira.

    Leia tudo sobre: eleições2012eleições2012bahiaacm netosalvador

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG