Serra diz que Haddad foi "medíocre" como ministro

Candidato disse que não vê nada de "excepcional" na participação de Dilma em comício do petista. "Trazer os apoios de dentro do seu partido é perfeitamente normal", afirmou hoje

Agência Estado |

Agência Estado

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra , disse neste sábado que o petista Fernando Haddad foi "medíocre" como ministro da Educação do Brasil e não vê nada de "excepcional" na participação da presidenta  Dilma Rousseff no último comício do PT antes das eleições. "Trazer os apoios de dentro do seu partido é perfeitamente normal. Não vejo nada de excepcional nisso", afirmou em entrevista à imprensa, após fazer uma visita ao Museu do Futebol.

Leia também:  Kassab deixa para sucessor orçamento de R$ 42 bilhões e obras incompletas

AE
José Serra durante visita ao Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembu, na zona oeste da capital paulista, neste sábado

Sobre o peso da possível participação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso nos comícios do PSDB, que acontecem neste sábado e neste domingo, Serra disse que seria um "prestígio" ao evento. Questionado sobre a campanha de Haddad na TV, nesta sexta-feira, quando o petista apostou na comparação entre os governos FHC e Luiz Inácio Lula da Silva para conquistar eleitores, o tucano classificou a estratégia concorrente como "trololó petista de sempre".

Na corrida final pela disputa à Prefeitura de São Paulo, Serra disse que vai continuar trabalhando e que todos os votos neste momento são importantes em resposta à indagação sobre se teria interesse nos eleitores dos candidatos Soninha Francine (PPS) e Gabriel Chalita , do PMDB. "Eu espero ganhar votos de todos os lados porque é nesta hora da definição que os eleitores fazem a sua cabeça", afirmou Serra.

Durante sua visita ao Museu do Futebol, Serra tirou fotos e conversou com eleitores. Ele também prometeu, se eleito, construir mais três museus: do automóvel, no Autódromo de Interlagos; da canção brasileira, no Ibirapuera; e o museu da moda e do vestuário. O museu do automóvel, segundo ele, já tem acervo. "Nós descobrimos que os colecionadores, em grande número em São Paulo, estão dispostos a expor seus veículos lá. Só falta construir o prédio", disse ele.

Os museus serão construídos, conforme Serra, sempre que possível em parceria com o governo de São Paulo. Além dos três museus prometidos, Serra informou que a construção do museu da história de São Paulo, no Parque Dom Pedro, está em andamento, porém, atrasado devido a problemas no solo. "Isso atrasou um pouco o ritmo do museu, mas esse problema já foi superado e logo vamos ter o museu da história de São Paulo".

Serra aproveitou a ocasião para tecer elogios ao Museu do Futebol, destacando que a cidade de São Paulo precisa de "muito de lazer e de cultura". "Este museu deu outro status ao futebol. É considerado o melhor museu de futebol do mundo pela interatividade e pela história", avaliou o tucano.

Questionado sobre São Paulo estar preparado para receber a Copa, Serra disse que a cidade está pronta desde hoje e vai estar muito mais na época. "O sistema de transporte já seria hoje aprovado pela Fifa. A capacidade do metrô vai aumentar muito com os trens novos que permitem um intervalo menor entre as viagens", concluiu.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG