Comícios são deixados de lado por candidatos em São Paulo

Petistas e tucanos realizaram apenas dois grandes comícios cada em toda a campanha municipal de 2012

Rafael Abrantes e Marcelo Ribeiro - Brasil Econômico |

Em época de massificação das mídias digitais e portabilidade da informação, partidos e candidatos têm deixado em segundo plano nas suas campanhas o modo original de mobilizar a militância e divulgar suas propostas: os comícios. A necessidade de reunir grande número de pessoas nas ruas foi substituída principalmente pelo investimento e eficiência dos programas eleitorais na TV.

Leia mais: Em ato de apoio a Serra, FHC diz que País vive momento para 'recuperação moral'

Debate: Serra tira satisfação de Haddad em intervalo de programa na TV

Só nas últimas duas semanas de campanha em São Paulo o PT tentará retomar a tradição de reunir sua militância. A legenda organizará o maior número de comícios com militantes até a eleição do 1° turno, dia 7 de outubro. Estão programados dois grandes atos do candidato petista à Prefeitura, Fernando Haddad , no próximo fim de semana, nos bairros de Brasilãndia e Jaçanã, zona norte, e outros dois na zona leste, entre os dias 29 e 30 deste mês. O primeiro comício de Haddad e lideranças do partido aconteceu apenas no último sábado (15), com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da ex-prefeita Marta Suplicy . Segundo a coordenação da campanha, o evento reuniu cerca de seis mil pessoas durante os dois comícios no Capão Redondo e Grajaú, bairros da zona sul.

Leia também: Serra e Haddad trocam ataques em debate na televisão

“Convidamos a população, distribuímos panfletos e anunciamos na TV. Foi um bom número [de participantes]”, afirma Edinho Silva, presidente do Diretório Estadual do PT. Ele observa, no entanto, que a realização de comícios em uma campanha gera mais dificuldades ao partido desde a popularização e aumento do acesso à televisão. “É evidente que eles tinham muito mais força antes. Hoje a TV substitui muito [o papel dos comícios] no conhecimento das ideias dos candidatos”, diz.

Especial iG: Leia todas as notícias sobre a disputa eleitoral em São Paulo

Adversário do PT por um lugar no 2º turno, José Serra (PSDB) aposta em um grande ato com presença de aliados e militantes tucanos em comício no Vale do Anhangabaú, centro da capital, no próximo dia 27. A expectativa de "bons resultados" é grande por parte de coordenadores da campanha serrista. O evento deverá contar com discursos de lideranças paulistas e nacionais.

“As redes sociais atribuíram aos comícios um caráter de lentidão, pouco eficientes”, pondera Arnaldo Lemos Filho, professor de Ciências Sociais da PUC-Campinas. “Na época da Diretas Já e Fora Collor, havia uma insatisfação generalizada. Hoje, os interesses da população são muito dispersos. Não temos nenhum ponto de convergência ideológica”, destaca Matheus Delbon, da FAAP. 

Leia mais notícias sobre política, economia e negócios no Brasil Econômico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG