Serra tira satisfação com Haddad no intervalo de debate na TV

Petista retomou o caso do caminhoneiro durante o quarto bloco e o tucano esperou o intervalo para dizer que ‘não tem fila para a cirurgia de catarata'

Bruna Carvalho e Ricardo Galhardo - iG São Paulo | - Atualizada às

Os dois candidatos à Prefeitura de São Paulo que disputam o segundo lugar nas intenções de voto, Fernando Haddad e José Serra , discutiram no intervalo do quarto para o quinto bloco em debate realizado nesta segunda-feira pela TV Cultura em parceria com o jornal O Estado de S. Paulo. Antes do intervalo, Haddad foi o último a falar e relembrou o caso do motorista de caminhão José Machado que, em seu programa de TV, alega esperar na fila há dois anos por uma cirurgia de catarata. A história provocou uma guerra de versões entre as campanhas petista, tucana e a prefeitura.

Eleições em São Paulo:  Serra e Haddad trocam ataques em debate

Debate na TV: No quarto bloco, ala reservada ao PSDB na plateia já estava vazia

Galeria de fotos: Veja imagens do debate com os candidatos de São Paulo

AE
Serra e Haddad trocaram ataques durante o debate da TV Cultura

Enquanto Haddad falava, Serra olhou para um de seus assessores e perguntou se podia pedir direito de resposta. Diante da negativa, o tucano interpelou Haddad assim que acabou o bloco dizendo que não tem fila para cirurgia de catarata. Haddad, por usa vez, respondeu às argumentações de Serra e aproveitou para perguntar por que o candidato era contra o Bilhete Único Mensal, uma das propostas de sua campanha. “Você sabe que isso funciona na Europa”, disse o petista. E o tucano rebateu: “Na Europa, está dando problema”.

Saiba mais: Confira a cobertura completa do iG sobre as eleições 2012

Guia do Eleitor: Conheça as regras e tire dúvidas sobre a eleição deste ano

Ainda sobre o caso do caminhoneiro, Haddad afirmou, após o fim do debate, que o “Serra não pode reclamar disso porque é um caso documentado”. Também questionado por jornalistas sobre a conversa, Serra desconversou e depois da insistência disse que se reservava no direito de não comentar conversas. “Posso garantir que não tem nenhum peso”, disse.

No debate, Serra foi acompanhado por uma entourage de peso: o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, o presidente da Assembleia Legislativa Barros Munhoz, o senador Aloísio Nunes, além da equipe de assessores. Já Haddad só estava com o coordenador de sua campanha, o vereador Antonio Donato, a vice Nádia Campeão, e sua mulher Ana Estela. Na última segunda-feira, foi aniversário de casamento dos dois.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG