Com Dilma, Haddad parece candidato a 'prefeito de Brasília', compara Serra

Para candidato tucano, entrada da presidenta na campanha petista não representa nada de "anormal" ou "excepcional" para sua campanha

Bruna Carvalho - iG São Paulo | - Atualizada às

O candidato à Prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB) afirmou após caminhada pelo Mercado Municipal de Santo Amaro que a entrada da presidenta Dilma Rousseff na campanha do rival petista Fernando Haddad não apresenta nada de anormal nem excepcional para sua campanha. “É normal. Não vejo nada de excepcional. Só que às vezes têm candidatos que ficam parecendo candidatos a prefeito de Brasília”, disse.

A declaração do tucano ocorre no mesmo dia em que a senadora Marta Suplicy (PT-SP) foi indicada para o Ministério da Cultura no lugar de Ana de Hollanda, no cargo desde 2011. O comando da pasta foi concedido à ex-prefeita de São Paulo duas semanas após sua entrada na campanha de Haddad.

Leia também: Ana de Hollanda deixa ministério e é substituída por Marta Suplicy

Questionado diretamente sobre sua opinião acerca da troca no ministério, Serra não quis tecer qualquer comentário. “A Dilma que nomeie os ministros dela. Eu nunca comento nomeação ou demissão de ministro.”

Agência Estado
O candidato José Serra (PSDB) faz campanha no Mercado Municipal de Santo Amaro


Cartilha

O candidato também comentou a notícia publicada pelo jornal Folha de S. Paulo sobre uma cartilha orientando visitadores da campanha de Serra a criticar duramente o líder nas pesquisas, Celso Russomanno (PRB). Serra negou que o material tenha sido produzido pelo núcleo de sua campanha. “Não é nenhuma cartilha distribuída. Foi um rapaz que escreveu aquilo, que, aliás, não tem sentido. Não é coisa da campanha. Ele é do diretório municipal e escreveu uma coisa sem estar informado”, disse.

Ataque: Contra petista, Serra leva mensalão à propaganda na TV

O tucano endureceu suas críticas a Russomanno ao ser perguntado sobre o fato de que o candidato do PRB entrar com um pedido de investigação no Ministério Público em relação à cartilha. “Ótimo. Aí ele vai entrar também com investigação sobre tudo que for dele ( do candidato Russomanno ). Aí o Ministério Público vai ficar superlotado.”

Campanha

O candidato do PSDB chegou por volta das 3h30 ao Mercado Municipal de Santo Amaro, localizado na zona sul de SP. Cercado por candidatos a vereadores e pelos deputados estadual Orlando Morando (PSDB) e federal Walter Feldman (PSDB), ele cumprimentou os comerciantes, foi fotografado ao lado de eleitores e simpatizantes.

Serra fez promessas para melhoria do transporte público na região, como o prolongamento da marginal pinheiros, da Av Carlos Caldeira Filho, e a duplicação do M’Boi Mirim.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG