TRE impugna candidatura de Celso Giglio em Osasco com base na Ficha Limpa

Justiça torna ex-prefeito tucano inelegível por improbidade administrativa após contas serem rejeitadas por Tribunal de Contas (TCE)

iG São Paulo | - Atualizada às

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TER-SP) emitiu decisão unânime nesta segunda-feira (10) que impugna a candidatura do deputado estadual Celso Giglio (PSDB) à Prefeitura de Osasco, informou a assessoria do órgão.

Saiba mais: Leia o especial do iG sobre o julgamento do mensalão

undefined
undefined
undefined

Ex-prefeito da cidade da região metropolitana de São Paulo, o tucano teve as contas de seu mandato rejeitadas pelo Tribunal de Contas (TCE) do Estado e pela Câmara Municipal de Osasco, o que configura improbidade administrativa e barra sua candidatura, de acordo com a Lei da Ficha Limpa. Giglio deve apelar da decisão.

Esta é a segunda baixa de candidatos à Prefeitura que Osasco sofre neste mês. No começo de setembro, o petista João Paulo Cunha foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e peculato durante o julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF). João Paulo desistiu da candidatura, que foi passada para seu vice, Jorge Lapas.

Com a condenação, o ex-presidente da Câmara dos Deputados pode ficar fora do cenário político por pelo menos 14 anos .

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG