Dezessete dos 19 projetos citados no programa eleitoral já foram anunciados ou estão em fase de licitação

Agência Estado

O candidato Fernando Haddad (PT) durante debate eleitoral (03/09)
Agência Estado
O candidato Fernando Haddad (PT) durante debate eleitoral (03/09)

Ao apresentar no programa eleitoral de TV seu principal plano urbanístico para São Paulo, o Arco do Futuro , o candidato do pT à Prefeitura, Fernando Haddad , mostrou como propostas obras viárias que já haviam sido prometidas por outros governantes.

Leia também:  Haddad lança plano de governo com 'arco do futuro'

Dezessete dos 19 projetos citados pelo locutor da propaganda de Haddad exibida na semana passada já foram anunciados nos últimos anos ou estão em fase de licitação. Boa parte das obras foi concebida na gestão petista de Marta Suplicy (2001-2004).

Haddad destacou na TV a ampliação de avenidas e a construção de corredores de ônibus que estavam previstos em projetos das últimas seis gestões da Prefeitura de São Paulo. A maior parcela dessas propostas ficou parada e foi retomada, em estágio inicial, nos anos finais do governo Gilberto Kassab (PSD) - a quem o petista faz oposição.

Na TV, Haddad apresentou o Arco do Futuro como um "projeto revolucionário", mas explicou que o plano "não parte do zero". O petista dizia, na gravação, que sua proposta pretende incorporar "obras já existentes, obras em andamento, obras futuras, e projetar obras novas".

A campanha petista informou que não tem a intenção de "assumir a paternidade das obras" e que o Arco do Futuro representa "um projeto de integração urbana muito mais amplo" do que as 19 propostas citadas na TV.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.