'Não vou virar comentarista de horário eleitoral', diz Serra

Em entrevista após visita ao Bom Retiro, candidato não quis falar sobre a primeira semana da propaganda na TV nem a respeito da entrada de Marta Suplicy na campanha de Haddad

Agência Estado |

Agência Estado

Na entrevista coletiva que concedeu após sua visita ao bairro do Bom Retiro , neste domingo (26), o candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, o ex-governador José Serra , não quis fazer nenhuma avaliação sobre a primeira semana do horário gratuito eleitoral na TV e no rádio.

Depois de afirmar que o tempo de exposição ainda é curto, com apenas dois programas dedicados integralmente à sua candidatura, acrescentou: "Não vou virar comentarista de horário eleitoral".

Leia mais: Serra promete estimular circuito de compras e quer Bom Retiro 'coreano'

O tucano também não quis responder a uma pergunta sobre a entrada da ex-prefeita e senadora Marta Suplicy (PT-SP), na campanha do ex-ministro da Educação Fernando Haddad , seu colega de partido. "Não vou comentar", limitou-se a dizer. 

Leia mais: Suplicy toma as dores de Haddad e diz que Serra mostra 'desconhecimento'

Leia também: Haddad não participa de reunião de Lula e Marta, mas elogia ex-prefeita

Serra esteve no Bom Retiro para uma visita à feira comemorativa do Dia da Cultura Coreana. Chegou pontualmente, às 16 horas, sendo recebido por representantes da comunidade no bairro. O tucano permaneceu no local cerca de 30 minutos e teve todos os passos acompanhados pelo candidato a vereador Doutor Kim, do PSB. A cada movimento de Serra pela feira, ele pedia aplausos, tanto em português quanto em coreano. "Viva Serra! Serra já", gritava. De forma discreta e gentil, os presentes aplaudiam.

Saiba mais: Russomanno se irrita com denúncia e diz que não fez lobby por empresa

Serra experimentou três tipos de comida: carne de costela com molho agridoce, batata doce frita e o bibimbap - um dos pratos mais populares da cultura coreana, com arroz, legumes e carne, bastante condimentado e picante. Ele participou da mistura dos ingredientes, mas não se empolgou: quando lhe ofereceram um pratinho com bibimpap, apenas experimentou.

Na saída, ele posou para fotos ao lado de um grupo lutadores de taekwondo. Ao observar a presença de meninas vestidas com o quimono, ele se dirigiu aos rapazes, brincando: "As mulheres devem ser terríveis."

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG