Russomanno se irrita com denúncias e diz que não fez lobby em favor de empresa

Durante caminhada pelo bairro da Freguesia do Ó, neste sábado, candidato do PRB rebateu denúncias de que fez lobby em 2004 em favor de empresa controlada pelo Banco Santos

iG São Paulo |

Líder na última pesquisa de intenção de voto à Prefeitura de São Paulo , o candidato do PRB, Celso Russomanno , voltou a comentar denúncias que envolvem seu nome neste sábado (25). Durante uma caminhada pelo bairro da Freguesia do Ó, ele negou que tenha feito lobby em favor da empresa Valor Capitalização, controlada pelo Banco Santos.

Uma denúncia publicada pelo jornal "Folha de S. Paulo" dá conta que o candidato teria, em 2004, feito pedidos junto à Advocacia-Geral da União (AGU) em favor da empresa, que teria lesado 110 mil consumidores.

Leia mais: Após transporte, Haddad fala de saúde na TV e ataca Serra e Kassab

Leia também: Marta e Lula acertam reunião para definir entrada na campanha

"Eu fiz consultas para resolver o problema de uma empresa que estava lesando o consumidor. A Valor tinha dificuldades financeiras. O Banco Central deveria ter fiscalizado", afirmou, impaciente, ressaltando que deseja discutir São Paulo e não falar sobre o que classificou como invenções.

Fábio Martins/Futura Press/AE
Celso Russomanno recebeu apoio e declaração de voto de mulher que carregava a bandeira do tucano José Serra

Russomanno já havia sido alvo de recentes denúncias, que vão desde um suposto envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira , até a utilização da cota parlamentar de passagens aéreas para levar a filha e a mulher a viagens no período em que era deputado federal

O candidato do PRB já havia rebatido as acusações. No início do mês, Russomanno responsabilizou “gente aloprada” e “bandidos” pelas denúncias e disse que tem sido alvo de “pesadas investidas” contra sua honra que teriam como objetivo atingi-lo eleitoralmente.

Leia também: Russomanno promete salário de R$ 20 mil para médicos

Especial iG: Leia todas as notícias sobre as eleições municipais de 2012

Apoio do 'inimigo'

Um grupo contratado pela campanha de José Serra (PSDB) para segurar bandeiras do candidato tucano à Prefeitura de São Paulo tirou fotos com Russomanno durante a caminhada pela Freguesia. 

As faxineiras Lilian Aparecida Matias, de 23 anos, e Patricia Maciel de Almeida, de 34, integram o grupo e, apesar de estarem trabalhando para o tucano, afirmaram que o voto delas será em Russomanno. "Ele é mais humano, se preocupa mais com o povo", opinou Patricia.

Além de pedir fotos com Russomanno e dizer em um vídeo gravado pela campanha do ex-deputado que votarão nele, o grupo pediu emprego na campanha. "Não tem vaga pra gente trabalhar com vocês, não?", perguntaram.

Com Agência Estado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG