ACM Neto segue na liderança das intenções de voto em Salvador, diz Ibope

Candidato do DEM mantém os 40% da pesquisa anterior, enquanto petista Nelson Pelegrino (PT) oscilou positivamente três pontos e chegou a 16%, mas dentro da margem de erro

iG São Paulo |

Divulgação
Com 40% das intenções de voto segundo o Ibope, ACM Neto lidera em Salvador; petista é o 2º

O deputado federal e candidato do DEM à Prefeitura de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto , continua liderando as intenções de voto, segundo pesquisa do Ibope divulgada nesta sexta-feira (24). Ele manteve o mesmo índice do levantamento anterior e aparece com 40%.

Pesquisa anterior: ACM Neto tinha os mesmos 40% no início de agosto, mostra Ibope

A segunda colocação é do petista Nelson Pelegrino , apoiado pela presidenta Dilma Rousseff e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , com 16% das intenções de voto. Ele oscilou positivamente três pontos percentuais, mas ainda dentro da margem de erro da pesquisa, que é de quatro pontos.

Leia mais: Candidato do PT coloca Lula e Dilma para dançar no pelourinho

Leia também: ACM Neto resgata herança do avô, e Perlegrino usa Lula e Dilma na TV

O candidato do PMDB, Mário Kertész , permanece em terceiro lugar, com os mesmos 8% da última pesquisa, divulgada no início de agosto. Márcio Marinho (PRB), caiu de 6% para 5% e aparece na quarta colocação. Rogério Tadeu da Luz (PRTB) teve 1% das intenções de voto, mantendo o índice, e o candidato do PSOL, Hamilton Assis, não pontuou.

Debate: Segundo encontro entre candidatos tem críticas à atual gestão

Especial iG: Leia todas as notícias sobre a eleição em Salvador

Brancos ou nulos somaram 19% nesta pesquisa, e 10% dos entrevistados não souberam responder ou preferiram não opinar.

Rejeição

O candidato com maior índice de rejeição neste momento é Nelson Pelegrino, com 30%. Da Luz aparece com 29%, e ACM Neto e Kértesz têm 25% cada um. Márcio Marinho e Hamilton de Assis sofrem 17% de rejeição.

A pesquisa do Ibope foi realizada entre os dias 21 e 23 de agosto. Foram ouvidas 612 pessoas na capital baiana. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG