Russomanno promete salário de R$ 20 mil para médicos que atuarem na periferia

Candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, líder nas intenções de voto segundo a última pesquisa do Datafolha, disse que o orçamento atual da saúde suporta o aumento salarial

Agência Estado |

Agência Estado

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomano , afirmou nesta quinta-feira (23) que dará um salário de cerca de R$ 20 mil para médicos da rede pública municipal que trabalharem na periferia. Segundo ele, o objetivo é tornar os rendimentos desses profissionais mais próximos aos da rede privada e dar maior atratividade à carreira. A afirmação foi feita durante caminhada em frente ao Istituto da Criança, no Hospital das Clínicas, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

Leia mais: Justiça Eleitoral suspende inserções de Russomanno e Soninha na TV

Leia também: Site de Haddad publica vídeo criticando a 'SP proibidona' de Kassab

Saiba mais: FHC, sobre rejeição a Serra: 'Alguma coisa caiu mal, mas isso muda'

Questionado sobre a origem dos recursos para conceder o reajuste, Russomano disse que o orçamento atual da saúde suporta o acréscimo salarial. Para ele, bons médicos ajudariam na prevenção. "Um único paciente gasta só de UTI R$ 120 mil. Com esse valor, eu pago duas equipes multidisciplinares do Programa de Saúde da Família (PSF), pagando R$ 20 mil por médico", disse. "Vou tratar duas mil pessoas com o dinheiro que eu uso para tratar uma na emergência." O orçamento estimado para a Secretaria Municipal da Saúde e Fundo Municipal de Saúde para todo o ano de 2012 é de R$ 5,5 bilhões.

Leia mais: 'Seria bom uma igreja por quarteirão', defende Russomanno

Especial iG: Leia todas as notícias sobre as eleições municipais de 2012

Durante a caminhada, o candidato do PRB também disse que faltam médicos nas Unidades Básicas de Saúde. "Eu fui na Cachoeirinha e não tinha médico na UBS", criticou. Durante a caminhada ele falou e distribuiu autógrafos para pacientes e funcionários do hospital.

Sobre o primeiro dia de propaganda dos candidatos a prefeito no horário eleitoral gratuito, Russomano disse que não comentaria as estratégias utilizadas pelos seus principais adversários. A Justiça Eleitoral determinou a suspensão de peças publicitárias do candidato do PRB na TV , em razão do uso de imagens captadas fora da estúdio, o que é proibido nas inserções diárias.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG