Candidatos a vereador em SP estreiam horário eleitoral com jingles e críticas

Lula e Dilma Rousseff são citados e a ex-candidata à Presidência Marina Silva também pediu votos; momentos mais inusitados ficam a cargo de ex-jogadores de futebol

iG São Paulo | - Atualizada às

Candidatos a vereador de todo o País estrearam, nesta terça-feira, o horário eleitoral no rádio e na TV. Em São Paulo, candidatos citaram a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e usaram jingles de campanha para atrair o eleitorado.

Não faltaram personagens inusitados e alguns famosos, como os ex-jogadores Marcelinho Carioca (PSB) e Dinei (PDT), o humorista Marquito (PTB), a cantora Ângela Maria e a apresentadora Nani Venâncio (PRB). O assistente de palco do Ratinho apelou para o estilo Tiririca com o bordão "Esquisito por esquisito, vote no Marquito!".

Cobertura iG: Acompanhe todas as notícias sobre as eleições municipais

Orlando Silva (PCdoB) tentou colar sua imagem à do ex-presidente. "São Paulo pode ter ministro do governo Lula cuidando da cidade", afirmou o candidato e ex-ministro do Esporte. A ex-candidata à Presidência Marina Silva também apareceu, pedindo votos para Ricardo Young (PPS), seu antigo colega de partido, o PV.

Leia também:  Horário eleitoral no rádio e na TV dá a largada 'para valer' na disputa

Alguns candidatos também fizeram críticas à atual gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD), que apoia o tucano José Serra. "O prefeito Kassab não cumpriu o que prometeu. Três mil crianças estão sem creches", atacou Adilson Amadeu (PTB), candidato a vereador da coligação que tem Celso Russomanno como candidato a prefeito.

Kassab, que tem rejeição de 43% entre paulistanos segundo pesquisa Ibope, foi ignorado pelos candidatos a vereador do PSD, seu partido. Kiko do KLB e o atual presidente da Câmara Municipal, José Police Neto, falaram sem fazer nenhuma menção ao prefeito. Dos candidatos a prefeito de São Paulo, apenas Paulinho (PDT), Soninha (PPS) e Eymael (PSDC) pediram voto para seus candidatos.

Com mais tempo disponível, os candidatos em torno da coligação Para Mudar e Renovar São Paulo (PT, PCdoB, PSB e PP) e Avança São Paulo (PSDB, DEM, PSD, PV e PR) apresentaram mais propostas. Os candidatos petistas criaram uma personagem, a "Repórter Renova", que ouviu moradores do M'Boi Mirim e de Itaquera se queixando do transporte público de São Paulo, tema abordado nesta terça-feira.

Leia mais: Propaganda na TV é ‘divisor de águas’ nas campanhas eleitorais

Horário eleitoral: Com tempo igual na TV, Serra e Haddad usam tom emotivo na estreia

Rio: Marcelo Freixo apostará em 'Tropa de Elite' para chegar ao 2º turno com Paes

Já os candidatos tucanos apresentaram-se ao eleitorado separadamente, a maioria se candidatando à reeleição, prometendo "continuar trabalhando" pela cidade e lembrando suas realizações na Câmara.

Os momentos de maior apelo ficaram a cargo dos ex-jogadores de futebol que agora brigam por uma vaga na Câmara Municipal, como os ídolos corinthianos Dinei (PDT) e Marcelinho Carioca (PSB). "É Timão rumo a Tóquio, e Marcelinho à Câmara." Outro que apostou no voto corinthiano foi o comentarista de futebol Chico Lang: "Se você é corinthiano como eu. É nóis".

Horário eleitoral

De acordo com a lei eleitoral, os candidatos a prefeito e vice-prefeito farão suas propagandas das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30 na rádio e das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h na televisão às segundas, quartas e sextas-feiras, do dia 21 de agosto ao dia 4 de outubro. Os candidatos às câmaras municipais disporão do mesmo tempo às terças, quintas e sábados.

Nos municípios onde houver segundo turno, a propaganda eleitoral será retomada no dia 13 de outubro e se estende até o dia 26.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG