Tucano é o único entre os 12 candidatos à Prefeitura de São Paulo que utiliza o meio de transporte aéreo para compromissos de campanha

Agência Estado

Os candidatos à Prefeitura de São Paulo Fernando Haddad (PT) e Celso Russomanno (PRB) criticaram ontem o adversário tucano, José Serra , por usar um helicóptero para ir aos seus compromissos de campanha . O tucano também havia avaliado que o trânsito na cidade "não piorou, mas também não melhorou" desde 2005, quando assumiu a Prefeitura.

O candidato tucano avaliou que o trânsito da cidade
Futura Press
O candidato tucano avaliou que o trânsito da cidade "não piorou, mas também não melhorou"

Entenda: Serra defende política de trânsito, mas usa helicóptero

Leia também: Haddad atribui crescimento em pesquisa à militância do PT

"Quanto mais um prefeito tiver os pés no chão, mais ele vai sentir os dramas que a população está vivendo", afirmou Haddad, durante caminhada na região de Pinheiros, zona oeste da capital. O petista disse ainda que não usará helicópteros no seu dia a dia, caso seja eleito, a não ser para sobrevoos técnicos para conhecer obras da Prefeitura.

Ibope: Russomanno venceria Serra no segundo turno, diz pesquisa

Repercussão: 'Não se ganha eleição por antecipação', diz Russomanno

Já Russomanno afirmou que conhece os problemas do trânsito na capital porque "só anda de carro". "Se eu não andar com o carro, não vou ver os buracos que a cidade tem, eu não vejo as deficiências que a cidade tem", afirmou ontem o ex-deputado, numa feira livre em Perdizes, zona oeste da cidade - quando deputado federal, Russomanno chegou a usar o helicóptero do dono da empresa Dolly, de quem veio a se tornar sócio depois. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.