Presidente do PT rebate ironia de tucano sobre 'privatizações' de Dilma

Em nota oficial, petista Rui Falcão afirma que governo federal não está 'se desfazendo de patrimônio público' e alfineta FHC; mais cedo, tucano Sérgio Guerra 'parabenizou' presidenta

iG São Paulo | - Atualizada às

O presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão (SP), rebateu nesta quarta-feira (15) as declarações do mandatário do PSDB, Sérgio Guerra (PE), que ironizou o lançamento do Programa de Investimentos em Logística – Rodovias e Ferrovias, feito pelo governo federal, e afirmou que a presidenta Dilma Rousseff aderiu tardiamente às privatizações antes criticadas pelos petistas durante os governos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

Leia mais: Governo anuncia plano de concessões de rodovias e ferrovias de R$ 133 bi

Leia também: Dilma diz que R$ 133 bilhões são decisivos para 'desatar nós'

Por meio de nota oficial, Falcão afirma que “ao contrário do que ocorreu nos governos FHC, o governo Dilma não está se desfazendo de patrimônio público para acumular caixa ou reduzir dívida”. “[O governo Dilma] Está, isto sim, realizando parcerias com empresários para ampliar a infraestrutura do País e beneficiar a população, gerar empregos e fortalecer a economia nacional”, diz o presidente do PT.

Saiba mais: Mantega dá 'choque de ânimo' em empresários e defende plano de Dilma

AE
O presidente do PT, Rui Falcão, rebateu ironias do tucano Sérgio Guerra e defendeu plano de Dilma

De acordo com Rui Falcão, o programa lançado por Dilma “corrige uma série de equívocos cometidos na privatização de ferrovias e rodovias nos governos FHC”. O dirigente petista ainda aponta que “não haverá mais monopólios privados no transporte de cargas” nem “pedágios escandalosos e extorsivos”. “Neste momento de crise internacional, nosso governo mostra que a saída é mais desenvolvimento, mais empregos e mais inclusão social. Este é o caminho do Brasil. Este é o caminho do PT”, diz o texto.

Mais cedo, ainda nesta quarta, o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, ironizou o programa do governo federal e “parabenizou” Dilma por ter “aderido ao programa de privatizações, há anos desenvolvido pelo partido”. “Lamentamos o atraso dessas iniciativas que, a curto prazo, não poderão atenuar o decepcionante crescimento do PIB brasileiro”, criticou o tucano.

O líder do PSDB na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE), também não economizou nas críticas à presidenta. “A verdade é que, se é inegável que a economia do País deu um salto nos últimos 20 anos, também é evidente que, do ponto de vista de investimentos em infraestrutura, o Brasil perdeu uma década. Ficou parado sob o comando do PT”, afirmou o parlamentar tucano.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG