Tamanho do texto

Ao lado de Kassab, José Serra recebeu a benção do apóstolo fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, em visita que não foi divulgada como agenda de campanha

Agência Estado

A campanha pela Prefeitura de São Paulo acelerou a corrida de candidatos aos templos religiosos. Depois de Gabriel Chalita (PMDB) conseguir a adesão do pastor Samuel Ferreira, líder da Assembleia de Deus do Brás (Ministério Madureira) na sexta-feira, José Serra (PSDB) recebeu no domingo a bênção do apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus. O tucano e o prefeito Gilberto Kassab (PSD) participaram do culto matinal no Brás, zona leste.

Saiba mais:  Voz da Universal, PRB quer dobrar número de prefeitos e mira 2014

Poder Online: Em 2010, bispo Edir Macedo se disse favorável à legalização do aborto

Considerado próximo aos evangélicos, Russomanno participou de missa em paróquia de São Paulo
AE
Considerado próximo aos evangélicos, Russomanno participou de missa em paróquia de São Paulo


Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

O apóstolo pediu aos milhares de fiéis que costumam lotar o galpão provisório da igreja que rezassem "pela vida, pela carreira e pelo coração" de Serra e Kassab. Ele avisou que ambos estavam no altar e seriam abençoados. O tucano já recebeu apoio da Convenção Geral da Assembleia de Deus no Brasil.

Serra e Kassab assistiram a uma parte da cerimônia sentados ao lado dos líderes da igreja evangélica: bispo Josivaldo Batista, bispa Franciléia de Oliveira e o missionário e deputado José Olímpio (PP-SP). Eles ouviram histórias de supostas curas milagrosas e viram Valdemiro pedir aos fiéis contribuição financeira para a igreja.

Saiba mais:  Chalita visita ação da igreja na Cracolândia em São Paulo

A visita à Mundial não foi divulgada como agenda de campanha de Serra. Kassab negou que tenha levado o tucano: "Ele quis ir". O jornal O Estado de S.Paulo não conseguiu contato com Valdemiro ontem. No culto, ele não declarou voto a Serra abertamente. Mas, segundo líderes da igreja, a maneira de o apóstolo fazer isso é "abençoar o candidato". O apoio de Valdemiro é dado como certo por integrantes da campanha serrista.

Relação

"Tem uma relação do Serra e minha com a igreja (Mundial), com todas as igrejas católicas e evangélicas. Mas nem deu para conversar. Saímos antes do final", disse Kassab à reportagem.

O prefeito já havia participado de reunião noturna com os líderes da Mundial há cerca de duas semanas. Ele filiou-se ao PSD e deu legenda para José Olímpio Jr., filho do deputado federal José Olímpio (PP), para ser candidato a vereador em São Paulo.

Kassab foi criticado pela Mundial pelo fechamento temporário do templo no Brás, entre 2009 e 2010. Logo depois, aproximou-se dos evangélicos ao liberar o funcionamento da igreja. Também deu alvará para eventos da Mundial na Praça Campo de Bagatelle, zona norte.

O espaço também foi liberado para a Renascer em Cristo promover a Marcha para Jesus. De acordo com a assessoria da Renascer, a igreja ainda não escolheu candidato a prefeito, mas já apoia um candidato a vereador do PSD e outro do PSDB. Também é do PSD o vereador David Soares, candidato a reeleição, filho do missionário R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus.

Além da Assembleia do Brás, Chalita diz ter apoio da Sara Nossa Terra. O peemedebista é próximo dos carismáticos católicos e dos padres Marcelo Rossi e Fábio de Melo. Celso Russomanno é candidato pelo PRB, partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus. Fernando Haddad (PT) não teve adesão oficial de igrejas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.