Presidente não deve participar do primeiro turno de campanha de Fernando Haddad, em São Paulo, para evitar indisposição com partidos da base aliada

Agência Estado

O ex-ministro Patrus Ananias , candidato à prefeitura de Belo Horizonte, afirmou nesta segunda (6) que tem a palavra da presidente Dilma Rousseff de que ela participará de programas do petista para a propaganda eleitoral gratuita na TV. Patrus disputa o Executivo municipal com o atual prefeito Marcio Lacerda , que, apesar de ser do PSB, também integrante da base do governo federal, tem a campanha comandada pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), possível candidato para a disputa presidencial de 2014.

Leia mais:  Patrus aposta em TV com Lula e Dilma para crescer nas pesquisas

Leia também: PT e Dilma fizeram 'invasão ilegítima' em BH, diz presidente do PSDB

O candidato do PT à Prefeitura de Belo Horizonte , Patrus Ananias, participa de caminhada  durante campanha na região de Barreiro
AE
O candidato do PT à Prefeitura de Belo Horizonte , Patrus Ananias, participa de caminhada durante campanha na região de Barreiro

Questionado sobre a possibilidade de Dilma não gravar para a campanha para evitar uma indisposição com legendas da base aliada, Patrus foi categórico. "Não estou considerando essa questão. A presidente Dilma está solidária conosco. Ela é presidente e tem a questão da agenda, (mas) eu sei que ela virá gravar para nós. Isso eu sei", garantiu. Perguntado se a presidente havia assumido esse compromisso, o petista reafirmou que "está dito. Falei isso aqui".

Ibope: Disputando reeleição, Lacerda tem 43% de preferência do eleitorado

Saiba mais: Marqueteiro de Lula assume campanha de Patrus em BH

Em São Paulo, Dilma deve evitar participar dos programas no primeiro turno porque, além do petista Fernando Haddad , participam da disputa Celso Russomanno (PRB) e Gabriel Chalita (PMDB), que também integram o leque de apoio à presidente.

No sábado (4), Patrus, que atuou ao lado da então ministra Dilma Rousseff no ministério do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva , já havia adiantado que o ex-chefe também "vai gravar" programa para a propaganda eleitoral gratuita e Lula também "estará em Belo Horizonte" durante a campanha. Nesta segunda, o ex-presidente, que passou por tratamento para curar um câncer na laringe, foi liberado pela sua equipe médica para participar de campanhas.

PSD

A candidatura de Patrus sofreu um golpe nesta segunda. A Justiça Eleitoral rejeitou recurso da direção nacional do PSD contra a decisão judicial que suspendeu a intervenção no diretório municipal do partido para que a legenda integrasse a coligação do petista . O mérito do recurso, segundo a assessoria do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), nem chegou a ser analisado, já que a medida pedia a revogação de liminar contrária à intervenção, mas o Judiciário já julgou o caso e confirmou a decisão.

Intervenção: Em vitória de Kassab sobre Kátia Abreu, PSD apoia intervenção em BH

Entenda: PSD intervém, exige apoio ao PT e abre guerra no partido

Com isso, o PSD, que foi inscrito nos pedidos de registro das candidaturas de Patrus e de Marcio Lacerda, deve permanecer na aliança em torno do socialista. A direção nacional ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) - como seu presidente, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab , havia prometido que faria - para tentar reverter a decisão. No mesmo horário em que a Justiça recusava o recurso, Patrus se encontrava com representantes do diretório mineiro do PSD e representantes da bancada federal mineira da legenda. "Temos o apoio efetivo dessas lideranças e aguardamos a posição do Poder Judiciário", disse o petista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.