Ministro Marco Aurélio se diz 'assustado' com Barbosa, próximo presidente do STF

Ministro criticou o relator do mensalão pela sua falta de "urbanidade" ao discutir com Lewandowski no primeiro dia do julgamento

Agência Estado |

Agência Estado

O embate entre os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa e Ricardo Lewandowski na primeira sessão de julgamento do mensalão teve novo episódio. O ministro Marco Aurélio Mello criticou, antes de iniciada a sessão de hoje, a postura de Joaquim Barbosa , relator do mensalão, e afirmou ter receio da gestão do ministro quando assumir a presidência do tribunal em novembro.

Leia também: Lewandowski se diz 'horrorizado' com ataques de Joaquim Barbosa

Twitter: Pronunciamento de Lewandowski vira piada na rede social

Divulgação/STF
Aurélio se diz assustado com o que pode acontecer após Joaquim Barbosa assumir a presidência do STF, em novembro

"Não gostei pela falta de urbanidade do relator. Precisamos discutir ideias, não deixando descambar para o lado pessoal. Me assusta o que podemos ter após novembro (quando Joaquim Barbosa assumirá a presidência do STF)", afirmou.

Leia mais: Julgamento do mensalão começa com bate-boca entre ministros

Marco Aurélio, o segundo ministro mais antigo da Corte, disse ter ficado assustado com a postura do colega. Barbosa, relator do mensalão, acusou de "deslealdade" o revisor do processo, Ricardo Lewandowski, por ter defendido o desmembramento da ação penal. "Será que ele se arvora a ser censor dos colegas?", questionou. Marco Aurélio afirmou que Barbosa usou adjetivação imprópria ao tratar do colega.

Especial iG: Saiba tudo sobre o julgamento do mensalão no STF

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG