Julgamento do mensalão pode dar audiência recorde à TV Justiça

No ano que a emissora comemora uma década no ar, sessões que vão analisar o escândalo que marcou o governo Lula devem render pontos importantes de audiência

Agência Estado |

Agência Estado

O julgamento do mensalão pode garantir um presente de aniversário especial de dez anos para a TV Justiça, que serão completados em 11 de agosto: a maior audiência de sua história. Por, no mínimo, um mês, será transmitido ao vivo o mais popular julgamento da história do Supremo Tribunal Federal (STF). São da emissora pública as únicas quatro câmeras permitidas para captar as imagens de dentro do plenário. O sinal estará aberto via satélite para qualquer canal de TV e de internet interessado.

Especial iG: Saiba tudo sobre o julgamento do mensalão no STF

Leia mais: 'Justiça é condenar todos', diz procurador-geral sobre mensalão

Relembre: Lula, de 'traído' a defensor dos réus do mensalão

Carlos Humberto - SCO/STF
Julgamento do mensalão começa a ser julgado nesta quinta-feira pelos ministros do Supremo Tribunal Federal

A proibição usual de que a imprensa faça seus próprios vídeos pegou o ministro do STF Marco Aurélio Mello de surpresa. Foi na gestão dele que a TV Justiça começou a funcionar. Há dez anos, vários ministros achavam que não cairia bem expor as divergências do plenário. Mello diz esperar justamente efeito contrário. "Se tiver bate-boca, é obrigação da TV mostrar. Isso pode até ajudar para que a discussão não vá para o lado pessoal."

Leia também: Escândalo do mensalão foi virada no governo Lula e abriu espaço a Dilma

Saiba tudo: Sob fantasma de Collor, STF começa a julgar mensalão

A transmissão ao vivo, admitem alguns ministros, modificou o andamento das sessões. No mínimo, disse um deles, fez com que a qualidade de ternos e gravatas na Corte melhorassem.

Em meio às sessões, outra data será lembrada. Em setembro, completará 20 anos a primeira transmissão ao vivo de um julgamento do STF. Em setembro de 1992, o então presidente do STF, Sydney Sanchez, permitiu que fosse transmitido o julgamento do mandado de segurança impetrado pelo ex-presidente da República, Fernando Collor de Mello, no início do processo de impeachment. No dia 11 de agosto, a TV Justiça exibirá um documentário sobre sua história.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG