STF envia investigação de Demóstenes Torres para o TRF-1

Caso saiu do Supremo porque o ex-senador foi cassado pelo Congresso Nacional em julho; como ele é procurador, o foro pelo qual vai responder é o Tribunal Regional Federal

Valor Online |

Valor Online

Futura Press
Investigação sobre Demóstenes Torres não é mais da alçada do STF; caso foi encaminhado ao TRF-1

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o envio das investigações contra o ex-senador Demóstenes Torres para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, com sede em Brasília. O caso saiu do STF porque Demóstenes foi cassado no Senado , em julho. Como ele é procurador, o foro pelo qual vai responder é o TRF da 1ª Região.

Leia mais: CPI do Cachoeira remarca depoimento de ex-presidente do Detran-GO

Leia também: Cachoeira chega algemado para depoir no Tribunal de Justiça do DF

Saiba mais: Cachoeira fala à Justiça do DF sobre fraude em bilhetagem de transporte

O ex-parlamentar está sendo investigado por conta de suas ligações com o contraventor Carlos Augusto Ramos, mais conhecido como Carlinhos Cachoeira . Cachoeira foi acusado pela Operação Monte Carlo da Polícia Federal de organizar um esquema de jogo ilegal em Goiás, com pagamentos de propina a autoridades públicas e lavagem de dinheiro, além de intermediação de negócios de empresas privadas com o poder público.

Segundo Lewandowski, com a cassação do Senado, o STF tornou-se tribunal sem competência para processar e julgar Demóstenes.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG