Cachoeira chega algemado para depor no Tribunal de Justiça do DF

O contraventor é acusado, ao lado de outros sete réus, de ter tentado controlar, de forma fraudulenta, o sistema de bilhetagem do transporte público de Brasília

Valor Online |

Valor Online

O contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira , chegou algemado ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJ-DF) para depor na 5ª Vara Criminal de Brasília nesta quarta-feira (1º).

Leia mais: Cachoeira presta depoimento à Justiça do DF sobre fraude em bilhetagem

Leia também: Ex-mulher de Cachoeira pede habeas corpus para ficar em silêncio

Agência Estado
O contraventor Carlinhos Cachoeira é réu em investigação de fraudes no sistema de bilhetagem do transporte público de Brasília

A audiência começou com atraso de meia hora. O primeiro depoimento é do secretário de Transporte do Governo do Distrito Federal (GDF), José Walter. Cachoeira e outros sete réus depõem em audiência no processo que teve origem na operação Saint-Michel, da Polícia Civil de Brasília.

Saiba mais: Empresa de fachada do Tocantins recebeu da Delta, diz Polícia Federal

Especial iG: Saiba tudo sobre a CPI do Cachoeira

Os réus são acusados de terem tentado controlar, de forma fraudulenta, o sistema de bilhetagem do transporte público de Brasília, o que lhes renderia cerca de R$ 60 milhões. Os acusados respondem por tráfico de influência e formação de quadrilha.

Os jornalistas não têm acesso à audiência, "por questões de espaço e segurança", segundo a assessoria de comunicação do tribunal. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG