Ex-deputado federal e pivô do mensalão está internado em hospital no Rio de Janeiro; resultado preliminar não atesta que tumor seja maligno

Terminou na tarde deste sábado a cirurgia que foi submetido o ex-deputado Roberto Jefferson para retirada de tumor no pâncreas. A operação teve início às 8h no Hospital Samaritano, no Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro.

Leia também:  Roberto Jefferson passa por cirurgia para retirada de tumor

Roberto Jefferson
AE
Roberto Jefferson


Veja o especial do iG sobre o julgamento do mensalão

Segundo boletim médico, o resultado preliminar da biópsia não atesta que se trate de um tumor maligno, mas será necessário aguardar o resultado definitivo da análise do material para concluir o diagnóstico.

A cirurgia, de acordo com o informe, levou oito horas para ser concluída, mas "transcorreu dentro do previsto". O procedimento teve uma complexidade maior que a usual, por conta de uma cirurgia de redução de estômago feita anteriormente pelo presidente do PTB.

Jefferson está internado deste a última quinta-feira . A previsão é que ele fique de três a quatro dias na UTI e de dez a 15 dias no quarto do hospital.

O diagnóstico do tumor na cabeça do pâncreas foi confirmado na semana passada , quando o ex-deputado passou por exames no laboratório Sérgio Franco.

Mensalão

Roberto Jefferson foi o pivô do mensalão , escândalo de corrupção que abalou o primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva . Ele é um dos 38 réus do caso , que será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 2 de agosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.