Dilma vai a Londres na terça e tratará de esporte, ciência, educação e economia

A presidenta viaja na próxima terça-feira para a capital britânica, cidade-sede da Olimpíada, e levará consigo ao menos seis ministros; agenda é intensa e retorno acontece no dia 28

Agência Brasil | - Atualizada às

Agência Brasil

Na véspera de sua viagem para Londres, a presidenta Dilma Rousseff planejou agenda diversificada e intensa até o dia 28, quando deve retornar ao Brasil. Ela participa da abertura dos Jogos Olímpicos, mas aproveita também para promover o País como destino turístico, fortalecer o programa Ciência sem Fronteira e manter várias reuniões. Dilma tem conversas marcadas com o primeiro-ministro britânico, David Cameron, e a rainha Elizabeth II.

Leia mais: Novo avião presidencial pode ser similar ao Air Force One

Na quarta-feira (25), o primeiro compromisso do dia da presidenta é com Cameron. Um dos temas em pauta é o peso dos efeitos da crise econômica mundial sobre a Europa e o restante do planeta. Alguns países da União Europeia são os que mais sofrem com os impactos da crise, obrigados a adotar cortes orçamentários e medidas criticadas pela população.

Com dois grandes eventos esportivos programados no país, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) pretende aproveitar o evento em Londres para lançar campanha e promover os destinos turísticos brasileiros no exterior. A presidenta estará à frente da campanha.

Leia também: Dirceu usa depoimento de Dilma para provar inocência no mensalão

Na quinta-feira (26), ciência e educação dominam o dia da presidenta. Ela visita o Museu de Ciências, acompanhada pelo cientista e doutor em cosmologia, Stephen Hawking. Dilma também tem encontro com estudantes do Programa Ciência sem Fronteira. A intenção do governo é enviar 100 mil profissionais e pesquisadores em quatro anos para diversos países.

Agência Brasil
A presidenta Dilma Rousseff segue para Londres na próxima terça-feira e deve levar consigo seis ministros

Por meio do Ciência sem Fronteira, o governo promete custear 75 mil bolsas e espera que a iniciativa privada viabilize outras 25 mil. O programa inclui desde bolsas sanduíche de graduação até pós-doutorado em 18 áreas de tecnologia, engenharia, biomedicina e biodiversidade. No dia 26, deve ser assinado o termo de compromisso entre o Brasil e Reino Unido para a entrada de universidades britânicas no programa.

Também na quinta-feira, Dilma inaugura a Casa Brasil, montada para promover a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. Já na Embaixada do Brasil, foi organizada uma exposição sobre ciência e tecnologia na área de esportes, que também receberá a visita da presidenta. No final da tarde do dia 28, Dilma participa de uma recepção, oferecida a chefes de Estado e de governo pela rainha Elizabeth II, no Palácio de Buckingham. A sexta-feira (28) será dedicada ainda à abertura dos Jogos Olímpicos.

A presidenta viaja nesta terça-feira (24), à noite, com pelo menos seis ministros. Confirmaram presença na comitiva Helena Chagas (Comunicação Social), Aldo Rebelo (Esportes), Antonio Patriota (Relações Exteriores), Gastão Vieira (Turismo), Aloizio Mercadante (Educação) e Marco Antonio Raupp (Ciência, Tecnologia e Inovação), além do presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS).

    Leia tudo sobre: dilma rousseffolimpíadajogos olímpicospresidenta

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG