Após pressões, secretário de Relações de Trabalho e secretário-executivo da pasta aceitaram receber manifestantes

Servidores públicos federais em greve bloqueiam desde às 5h as quatro entradas do prédio do Ministério do Planejamento, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Leia também:  Governo manda cortar o ponto de servidores federais em greve

Saiba mais: Greve de servidores federais deve ganhar mais adesões

Os servidores reivindicam e equiparação de salário e benefícios com os servidores do Legislativo e Judiciário. Os grevistas também querem concursos públicos, contratação de servidores, a criação de plano de carreira, data-base no dia 1º de maio, e melhores condições de trabalho. Eles estão acampados desde segunda-feira na Esplanada.

O secretário de Relações de Trabalho da pasta, Sérgio Mendonça, e o secretário-executivo, Valter Correa, aceitaram receber um integrante de cada categoria para uma reunião, e um membro do movimento estudantil que apoia a greve dos professores das universidades federais.

Relembre:  MST deixa prédio do ministério e se reúne com ministro

David Lobão, coordenador-geral do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), não espera que haja consenso apenas com essa reunião, mas que o encontro marque o início das negociações. “O que se espera é que o governo não repita o discurso de sempre de que não pode negociar”, disse.

Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.