Candidatos pedalam por São Paulo e prometem investir em ciclovia

José Serra (PSDB) e Gabriel Chalita (PMDB) andaram de bicicleta no sábado. Neste domingo, foi a vez de Fernando Haddad (PT)

iG São Paulo | - Atualizada às

Alguns dias após uma reportagem do Diário Oficial do Estado de São Paulo ser criticada por desaconselhar o uso de bicicletas no trânsito perigoso de São Paulo, os candidados à Prefeitura de São Paulo investiram na campanha em duas rodas neste final de semana.  José Serra (PSDB) e Gabriel Chalita (PMDB) fizeram passeios de bicicleta no sábado por ruas da capital paulista. Neste domingo, foi o dia da bicicletada do candidato do PT, Fernando Haddad .

Leia também:  Para evitar caixa 2, campanhas ‘chutam alto’ e quadruplicam custo da eleição

Veja abaixo mais sobre o dia dos candidatos em São Paulo:

Serra

O candidado do PSBD apresentou suas propostas para incentivar o uso de bicicletas na cidade durante encontro com eleitores e ciclistas na zona leste, onde o tucano pedalou pela ciclovia entre as estações de Metrô Itaquera e Artur Alvim.

Segundo Serra, sua meta principal é expandir o total de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas da cidade de 183 quilômetros para 400 quilômetros, por meio de parceria com o governo estadual. O candidato também afirmou que dará continuidade ao projeto São Paulo Bike, com a expansão dos pontos de empréstimo de bicicletas de 100 em 2012 para 300 em 2014.

"Minha intenção é expandir os empréstimos além do previsto, trazendo outras empresas privadas (para o projeto)", afirmou. "Isso combina a promoção das empresas, com marketing legítimo, e o interesse público, que é ter bicicleta emprestada de graça por um certo tempo", completou.

Por fim, Serra disse que pretende desenvolver uma campanha educacional específica de respeito e conscientização dos ciclistas, no mesmo modelo da campanha atual da prefeitura paulistana voltada para a segurança dos pedestres.

Voz dissonante

O vereador Aguinaldo Timóteo (PR), da base aliada de Serra, também compareceu ao encontro, mas não participou da pedalada. Antes de o tucano chegar à ciclovia em frente ao metrô Itaquera, Timóteo foi questionado pela imprensa e classificou como "demagogia" o incentivo ao uso de bicicletas no trânsito de São Paulo. "Não tem espaço para fazer faixa especial para ônibus, vão fazer para bicicletas? Isso é uma tremenda demagogia", disparou.

"No fim de semana, quem quiser, que pegue a bicicleta e vá ao Ibirapuera", disse, referindo-se à falta de segurança para se pedalar nas ruas mais movimentadas. Ele acrescentou que os incentivos à bicicleta só serão possíveis quando os cidadãos forem mais educados no trânsito.

Questionado sobre a situação do transporte público na capital paulista, Timóteo revelou que nunca usou o Metrô. "Dizem que é uma maravilha, mas eu nunca andei. Seria demagogia, eu tenho automóvel. Não preciso fazer gracinha com eleitor".

Chalita

Depois de pedalar 3 quilômetros de bicicleta acompanhado por um pequeno grupo de ativistas, o candidato do PMDB à Prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, classificou de insuficiente a atual política municipal voltada para ciclistas.

Questionado como avaliava as ciclofaixas de lazer e os pontos de empréstimo de bicicleta - uma das bandeiras da gestão do prefeito Gilberto Kassab -, o peemedebista afirmou que "no discurso é boa, (mas) na prática é muito tímida". "Já poderia ter sido feito muito mais. Quantos quilômetros de ciclovia ele fez mesmo como prefeito?", questionou em tom de ironia. No entanto, disse que considera as ciclofaixas de domingo, que interligam parques da cidade, uma boa alternativa de lazer. "O importante é fazer as pessoas irem trabalhar de bicicleta, a pé e usando transporte público."

Chalita fez as declarações após pedalar de Higienópolis até o comitê de sua campanha no Vale do Anhangabaú, na região central. Debaixo de sol, o candidato vestia calça jeans, casaco e capacete azul. No trajeto, cabos eleitorais contratados hasteavam bandeiras nas esquinas do centro ao som do seu jingle entoado em volume altíssimo por um carro de som que acompanhava o grupo. Em vários momentos a comitiva de ciclistas de Chalita ocupou a rua inteira, irritando alguns motoristas. "Usa uma faixa só. É um absurdo. Se você reclama, eles ainda acham ruim", gritou um taxista apressado.

Haddad

O candidato do PT, Fernando Haddad, que no sábado participou de uma plenária no Palácio do Trabalhador, no bairro da Liberdade, participou de uma pedalada no domingo. Com saída às 10h na av. Paulista, 52 (próximo à Praça Osvaldo Cruz), passou por Praça do Ciclista, rua Bela Cintra, rua Antonia de Queiroz, rua Augusta, rua Martins Fontes, Viaduto 9 de Julho, Viaduto Jacareí e rua Maria Paula. No encerramento no Diretório Municipal do PT (rua Asdrúbal do Nascimento, 226), entregou carta de compromisso com a mobilidade por bicicletas.

Em campanha neste sábado, Haddad se negou a comentar como pretende encaminhar as ações que a Prefeitura de São Paulo vem movendo na tentativa de recuperar dinheiro que, segundo o Ministério Público, foi desviado pelo ex-prefeito e hoje deputado Paulo Maluf (PP). Maluf, que integra a coligação que apoia o petista e não pode deixar do país por ser procurado pela Interpol, tem cerca de US$ 175 milhões bloqueados no exterior devido à suposta fraude, segundo o Ministério Público.

Soninha

A candidata do PPS à Prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, teve agenda no extremo sul da cidade, neste sábado (14/7). Antes de começar a caminhada, Soninha caminhou ao lado de candidatos a vereador pelo comércio nas proximidades da praça Jonas Camisa Nova, Jardim São Luiz. Ao lado da militância, Soninha conversou com diversos comerciantes e moradores da região, que reclamam da falta de investimento público no local, principalmente nas áreas de mobilidade urbana, educação, saúde, iluminação e lazer.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG