CPI do Cachoeira ouve o prefeito de Palmas nesta terça-feira

Raul Filho (PT) é acusado de ter facilitado a entrada do grupo de Cachoeira na prefeitura da capital do Tocantins em troca de contribuições à sua campanha em 2004

iG São Paulo | - Atualizada às

A CPI do Cachoeira ouve nesta terça-feira o prefeito de Palmas, Raul Filho (PT), que é acusado de ter facilitado a entrada do grupo comandado por Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, nos negócios da prefeitura. Ele foi filmado em 2004 em reunião com o contraventor , quando pediu contribuição de campanha e discutiu oportunidades de negócios.

Acompanhe ao vivo a CPI do Cachoeira

Carlos Cachoeira está preso desde 29 de fevereiro suspeito de chefiar um esquema de jogos ilegais, que envolvia servidores públicos e privados.

Veja o especial do iG sobre a CPI do Cachoeira

Saiba mais:  Prefeito de Palmas diz ter recebido R$ 150 mil de Cachoeira

Raul Filho negou, durante seu depoimento, que tivesse recebido doações de Cachoeira em sua campanha e permitiu à CPI quebrar seus sigilos fiscal, bancário e telefônico. "Naquela época, eu não era prefeito, era apenas candidato. Carlos Cachoeira não fez doação para minha campanha, em que pese a expectativa criada que nem sequer chegou a concretizar, conforme comprova a prestação de contas da minha campanha."

Três senadores e três deputados apresentaram à comissão requerimentos de convocação de Raul Filho, que foram aprovados por unanimidade na última reunião. Os parlamentares pedem a apuração do vídeo exibido no programa Fantástico, da Rede Globo.

Nas imagens, Cachoeira e Raul entram em uma sala para uma reunião. Eles conversaram por quase uma hora. O futuro prefeito falou sobre as oportunidades que poderiam ser exploradas pelo grupo de Cachoeira na capital do Tocantins, em troca de contribuições de campanha.

Leia também:  Prefeito de Palmas fechou R$ 119 milhões em contratos com a Delta

Convocação: CPI pede convocação de Raul Filho, prefeito de Palmas 

Os deputados que apresentaram requerimento são Rubens Bueno (PPS-PR), Paulo Teixeira (PT-SP) e Carlos Sampaio (PSDB-SP). Os senadores são Alvaro Dias (PSDB-PR), Randolfe Rodrigues (Psol-AP) e Kátia Abreu (PSD-TO).

O requerimento de Kátia Abreu é o único anterior à exibição do vídeo. Ela aponta irregularidade na contratação da empresa Delta pela Prefeitura de Palmas, em 2006, para coleta de lixo. Segundo ela, a empresa apresentou preços bem inferiores aos de mercado para vencer a licitação e depois o valor foi aumentado. Também houve irregularidades na licitação, segundo o Ministério Público.

A reunião desta terça-feira será a última destinada a depoimentos neste semestre. Na quarta-feira, a comissão não se reunirá por ser o dia da votação do pedido de cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) pelo plenário do Senado. Na quinta, a comissão realizará uma reunião administrativa.

Com Agência Câmara

    Leia tudo sobre: cpi do cachoeiraraul filhopalmastocantins

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG