Câmara define 14 dias para votações durante período eleitoral

Presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT-RS), anunciou 'esforço concentrado' dos parlamentares para votar projetos em agosto e setembro, às vésperas da eleição municipal

Agência Estado |

Agência Estado

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), anunciou nesta terça-feira (10) as datas dos chamados "esforços concentrados" para a realização de votações nos meses de agosto e setembro. Pelo calendário, a Casa deve realizar votações em cinco semanas, três em agosto e duas em setembro, totalizando 14 dias de trabalho. Nas outras quatro semanas desses meses e na primeira de outubro, não haverá votações.

Leia mais: Comissão terá 'força-tarefa' para votar LDO esta semana

Leia também: Leitura de relatório sobre Código Florestal é adiada pela 3ª vez

Pelo calendário, as votações na Câmara serão realizadas nos dias 1º e 2, 7 a 9 e 21 a 23 de agosto, além de 4 a 6 e 18 a 20 de setembro. A pauta ainda será definida pelos líderes.

Especial iG: Leia as últimas notícias sobre as eleições municipais em todo o País

Calendário: Veja as principais datas dos eventos relacionados à eleição 2012

Enquanto fazem acordo para o futuro, os líderes não conseguiram entendimento para realizar votações nesta terça. O presidente da Casa vai convocar sessões extraordinárias durante toda a quarta-feira (11) para tentar votar algumas Medidas Provisórias antes do recesso. A oposição anuncia obstrução, descontente com a liberação de emendas parlamentares.

Sem votações no plenário, os parlamentares focam o trabalho na Comissão Mista de Orçamento (CMO), em que tentam aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A intenção dos parlamentares é aprovar o projeto em plenário até esta quarta-feira para antecipar o recesso parlamentar, que oficialmente começaria apenas no dia 18 de julho.

    Leia tudo sobre: eleições2012votaçãodeputadospautamarco maiarecesso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG