Com propaganda liberada, corrida eleitoral tem largada oficial nesta sexta

A três meses do primeiro turno das eleições municipais em todo o País, candidatos já podem ir às ruas para pedir voto e fazer comício; propaganda no rádio e na TV começa em agosto

iG São Paulo | - Atualizada às

Agora é para valer. A partir desta sexta-feira (6), a lei eleitoral libera os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador para fazer propaganda em todo o País. Eles podem pedir votos, inclusive pela internet e redes sociais, fazer comícios e passeatas, distribuir folhetos e adesivos etc. A liberação acontece um dia após o  término do prazo para que os partidos registrem na Justiça Eleitoral o nomes de seus candidatos em meio a alianças que uniram adversários e colocaram aliados em lados opostos .  

Já a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão tem início só em 21 de agosto e vai até 4 de outubro. O primeiro turno da eleição acontece no dia 7 de outubro e o segundo turno, onde houver, no dia 28 de outubro.

Especial Eleições 2012: iG aproxima cidadão da política

Calendário eleitoral: Confira as datas dos principais eventos das eleições 2012

Daqui a três meses, 136 milhões de brasileiros irão às urnas para escolher 5,5 mil prefeitos e vice-prefeitos, além de 60 mil vereadores e orçamentos milionários, como os das principais capitais brasileiras. São mais de 400 mil candidatos querendo conquistar uma vaga no comando dos municípios pelos próximos quatro anos. É a chance de o eleitor punir os maus políticos e eleger os que têm compromisso com a administração pública.

Para ajudá-lo, o iG preparou alguns conteúdos de serviço, como a página especial Eleições 2012  com destaque para o Guia do Eleitor . Nele, além de encontrar respostas a Perguntas Frequentes como regras e documentação necessária para votar, o eleitor pode solucionar dúvidas sobre o Título Eleitoral e o funcionamento da Urna Eletrônica .

Há, também, a sessão De olho no candidato , que detalha os direitos e os deveres dos postulantes durante a disputa e mostra como denunciar um candidato que comete irregularidades. Todas as datas previstas no Calendário Eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral podem ser conferidas na ferramenta do iG .

AE
Manifestantes participam de marcha contra a corrupção em Curitiba; protestos se espalharam pelo país

Ainda entre os destaques da cobertura está a série em vídeo sobre educação política, com estreia marcada para 11 de julho , quarta-feira. Com apresentação do cientista político Humberto Dantas, a série terá oito programas, até o fim das eleições, em outubro. Serão abordados temas como Ficha Limpa, marketing político, escolha dos candidatos, compra e venda de votas, o dia da votação, entre outros.

Especial iG: Leia todas as notícias sobre a eleição

Guia do eleitor: Tire suas dúvidas e saiba como usar a urna eletrônica

Além das equipes de reportagem em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e correspondentes, a cobertura de eleições do iG conta com análises do colunista Luciano Suassuna , diretor de Jornalismo do iG . Direto de Brasília, o chefe da sucursal do iG na capital federal, Tales Faria , traz informações de bastidores e curiosidades do mundo político, na coluna Poder Online. De São Paulo, Jorge Félix fala sobre temas do momento que estão na fronteira da política com a economia, na coluna Poder Econômico.

Além das ferramentas e da  página especial de Eleições , os usuários também podem acompanhar as últimas notícias pelo Facebook e pelo Twitter do Último Segundo. Para facilitar a vida do leitor, o acompanhamento do noticiário também pode ser feito através de um widget do Último Segundo, uma pequena janela que aparecerá na tela do seu site ou blog, que pode ser baixado de graça neste endereço http://widgets.ig.com.br/noticias/

Calendário

Antes da liberação da propaganda nas ruas e do registro das candidaturas, os partidos realizaram suas convenções que definiriam os nomes que disputarão as eleições . O período das convenções teve início no último dia 10 de junho e terminou no último sábado (30).

Os partidos ainda podem comunicar à Justiça Eleitoral eventuais anulações de deliberações decorrentes de suas convenções partidárias até o dia 4 de agosto.

Em relação aos eleitores, o dia 8 de agosto marca o fim do prazo para pedidos de 2ª via do título, nos casos de quem estiver fora de seu domicílio eleitoral. O prazo para que o eleitor peça a 2ª via dentro de seu domicílio termina em 27 de setembro. A partir do dia 2 de outubro, ninguém pode ser preso, salvo em flagrante.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG