Executiva do PT indica Patrus Ananias como candidato em Belo Horizonte

Ex-ministro aceitou a indicação, mas partido costura uma saída para que Roberto Carvalho, escolhido pela direção municipal no sábado, desista da disputa

Ricardo Galhardo - iG São Paulo | - Atualizada às

AE
PT indica o ex-ministro Patrus Ananias em BH

A Executiva Nacional do PT decidiu nesta terça-feira indicar o ex-ministro Patrus Ananias com candidato do partido à Prefeitura de Belo Horizonte. Consultado, Patrus já disse que aceita a indicação, mas o partido ainda precisa encontrar uma saída para que Roberto Carvalho, vice-prefeito da capital mineira, desista de sua candidatura , apresentada no último sábado (30). Rui Falcão, presidente nacional do PT, se reúne com Carvalho amanhã em São Paulo e classificou a o caso de BH como "gravíssimo". Segundo ele, foi firmado um acordo por escrito e o PSB não cumpriu. Falcão descartou ainda qualquer comparação com os casos de Fortaleza e Recife, duas capitais em que o partido teve problema com as alianças e rompeu com o PSB .

Especial iG: PT encolhe no mapa eleitoral e vira alvo de aliados nas capitais

No último sábado, a direção estadual do PT rompeu com o PSB , do prefeito e candidato à reeleição, Márcio Lacerda , e homologou o lançamento de candidato própria. A decisão foi tomada após a legenda ser informada de que o PSB não faria a coligação proporcional, considerada pelos petistas como "traição" de Lacerda.

Estados: Em campanha por 2014, Aécio faz peregrinação

Reviravolta: PT rompe com Lacerda e lança candidatura própria em Belo Horizonte

Após o rompimento, o PT já avisou que entregará os 900 cargos em todos os escalões da administração municipal. “Não participamos mais de um governo onde não há possibilidade de confiança”, disse o deputado federal Miguel Corrêa Júnior (PT), que era o mais cotado para vice de Lacerda na aliança que reunia PT, PSDB e PSB.

Ainda não foi resolvido quem será o vice de Patrus, mas a grande probabilidade é que o nome saia do PMDB ou, com uma chance menor, do PDT. Há um grupo que defende que a vice seja entregue a Carvalho como uma espécie de compensação pela desistência de sua candidatura. O PT também montou uma comissão para abrir o diálogo e tentar unir o partido. Fazem parte dessa comissão Patrus, Carvalho e Corrêa Júnior.

Para Corrêa Júnior a aliança com o PSB em Belo Horizonte “não tem volta” e confirma que a prioridade para vice na chapa é do PMDB. “O melhor modelo é o partido da base aliada que nos ofereça um tempo maior de TV. A prioridade é o PMDB, mas existem outros partidos como o PDT e o PRB.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG