Chalita terá filha de Pinotti como vice em chapa puro-sangue do PMDB

A médica Marianne Pinotti, filha de José Aristodemo Pinotti, foi escolhida para o posto e terá o nome oficializado nesta sexta-feira

iG São Paulo |

Quatro dias depois da convenção que oficializou a candidatura de Gabriel Chalita à Prefeitura de São Paulo, o PMDB definiu que a médica Marianne Pinotti será a vice na chapa. O anúncio oficial está programado para esta sexta-feira (29), às 10h, na sede do Diretório Municipal da legenda.

Leia mais: PMDB quebra jejum de 16 anos e lança Chalita candidato em São Paulo

Leia também: Em convenção do PMDB, Chalita critica Serra e Haddad

Marianne, de 44 anos, é filha do médico José Aristodemo Pinotti, que morreu em 2009 e foi o último candidato do PMDB a prefeito da capital paulista, em 1996. Desde então, nesses últimos 16 anos, o partido não lançou candidatura própria na maior cidade do País.

AE
Chalita agora já tem vice na chapa: Marianne Pinotti contou com apoio do vice-presidente da República, Michel Temer

"Nos reunimos com os partidos aliados (PTC, PSL e PSC) e decidimos juntos pela Marianne, que é uma pessoa que agrega toda sua experiência à nossa chapa", disse Chalita nesta quinta-feira (29), durante lançamento de um livro em São Paulo. O vice-presidente da República, Michel Temer, que também estava presente, afirmou que pesou na decisão o fato de ela ter histórico na área da saúde. "É uma mulher graduada, e o fato de ser mulher também é importante", disse, numa referência à importância do eleitorado feminino na cidade. Chalita disse que Marianne pretendia se lançar à Câmara dos Vereadores, mas mudou de ideia e acatou a sugestão de compor a chapa peemedebista.

A candidata a vice-prefeita na chapa de Chalita é médica ginecologista e foi diretora do Setor de Câncer de Mamam do Hospital Pérola Byington. Ela também ocupou o cargo de secretária municipal de Saúde em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Nas eleições de 2010, foi candidata a vice-governadora na chapa de Paulo Skaf, na época no PSB.

Até então, vários nomes vinham sendo especulados como possíveis candidatos a vice na chapa peemedebista, entre eles o do economista Delfim Netto, responsável pela coordenação do programa de governo, e do empresário Marcos Toledo, ex-presidente do Jockey Club de São Paulo e marido da senadora Marta Suplicy (PT-SP). Também houve rumores de que o PCdoB poderia apoiar Chalita com a desistência da candidatura própria de Netinho, mas os comunistas optaram por fechar aliança com o petista Fernando Haddad.

A coligação que sustenta a candidatura de Chalita conta com os nanicos PSC, PTC e PSL. Mas o PMDB confia na força da própria legenda, que deve garantir a Chalita cerca de 4 minutos e 30 segundos por bloco na propaganda eleitoral.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG