PTB anuncia apoio ao candidato petista à Prefeitura de Salvador

Em convenção nesta terça-feira, legenda fechou apoio a Nélson Pelegrino (PT); atual vice-prefeito, Edvaldo Brito, que chegou a ser pré-candidato, vai tentar uma vaga de vereador

João Paulo Gondim - iG Bahia |

O PTB anunciou, em convenção nesta terça-feira (26), apoio ao deputado federal Nélson Pelegrino, candidato petista à Prefeitura de Salvador. O atual vice-prefeito da cidade, o petebista Edvaldo Brito, vai disputar uma vaga para a Câmara dos Vereadores. Ele chegou a ser o pré-candidato do PTB para prefeito.

Leia mais: Partido do atual prefeito, PP desiste de candidatura em Salvador

Leia todas as notícias sobre as eleições municipais nas cidades baianas

Edvaldo Brito, que administrou o município de 1978 a 1979, é o trunfo da legenda para eleger pelo menos dois dos seus 19 candidatos à vereança - a atual representação da agremiação no legislativo soteropolitano é nula. Para isso, o presidente da executiva municipal, deputado federal Antônio Brito, filho de Edvaldo, conta com o acréscimo, a partir destas eleições, de dois assentos na Câmara: de 41 para 43.

Em seu discurso, Edvaldo recordou ter sido professor de Direito Tributário de Pelegrino na Universidade Federal da Bahia, Segundo o petebista, o deputado federal, a quem chamou de "filho por afeto", é "sério" e "coerente". "[Pelegrino era] sério como político estudantil. A seriedade está exatamente na coerência ideológica. Eu nunca o vi diferente do que é hoje." O ex-prefeito de Salvador disse ser também "um homem coerente", o que, de acordo com ele, é demonstrado em 27 anos de filiação ao PTB.

Para Edvaldo, coerência "é o primeiro requisito para que eu venha apertar a sua mão nessa hora em que eu abro mão da minha pré-candidatura a prefeito. Somos os dois coerentes, não só pela permanência nos respectivos partidos, mas no pensamento voltado aos objetivos das duas agremiações, que têm a ver com o trabalhador".

Outro aspecto levado em conta pelo PTB na hora de se aliar ao PT é que Pelegrino se comprometeu a levar em conta os pontos do programa de governo petebista. Segundo a cúpula das duas siglas, não houve negociação de cargos.

Antes de fechar com o PT, o PTB manteve conversas com o PCdoB (que lançou a candidatura da deputada federal Alice Portugal) e com o PDT (que negocia a entrada na coligação petista). Segundo o comando do PTB, houve mais afinidade bandeiras ideológicas com o PT, daí o apoio sacramentado nesta terça-feira.

Pelegrino, por sua vez, retribui os elogios e disse que Edvaldo é "exemplo de coerência, competência e dignidade". De acordo com o petista, a candidatura do petebista à Câmara dos Vereadores é um gesto generoso com Salvador, já que ele é "símbolo da política baiana", sendo "uma luz" na Casa.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG