Pedro Taques aceita ser relator do processo contra Demóstenes na CCJ

Senador do PDT de Mato Grosso foi designado pelo presidente da comissão, Eunício Oliveira (PMDB-CE); parecer deverá ser votado na quarta-feira da próxima semana, dia 4

Agência Senado | - Atualizada às

Agência Senado

O senador Pedro Taques (PDT-MT) confirmou que aceitará ser relator do processo de cassação do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A escolha de Taques foi feita pelo presidente da CCJ, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Leia mais: Relator da CPI antecipa opinião sobre ligação de Perillo com Cachoeira

Leia também: Mulher de Cachoeira gastou R$ 500 mil para decorar casa, diz arquiteto

Apelo: Demóstenes propôs renúncia por absolvição no plenário do Senado

Dida Sampaio/AE
O senador Pedro Taques (PDT-MT), que já manifestou voto pela cassação de Demóstenes, vai relatar processo contra o senador na CCJ

Oliveira disse, ao sair de reunião com o presidente do Senado, José Sarney, que a CCJ deverá votar o parecer na quarta-feira da próxima semana (4). De autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), o relatório pela cassação de Demóstenes foi aprovado por unanimidade pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar .

O prazo atende ao Regimento Interno do Senado Federal, que prevê cinco sessões deliberativas de interstício entre a decisão do Conselho de Ética e a votação na CCJ. De acordo com anúncio feito por Sarney nesta tarde, haverá sessão deliberativa (votações) nas próximas duas segundas-feiras (2/7 e 9/7).

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG