PT quer expulsar deputado que não apoia aliança com família Sarney no MA

Ubirajara do Pindaré é contrário à candidatura de Washington Oliveira à prefeitura de São Luís alegando “questões históricas”

Wilson Lima - iG Brasília |

O diretório municipal do PT em São Luís, no Maranhão, articula o processo de expulsão do deputado estadual petista Ubirajara do Pindaré, conhecido como Bira do Pindaré, porque ele é contrário à aliança da legenda com a família Sarney para as eleições de 2012.

Em maio, o vice-governador do Estado, Washington Oliveira, venceu as prévias para a definição do candidato do PT à prefeitura da capital maranhense. Bira do Pindaré ficou em segundo. Mesmo após as convenções, Pindaré não concordou com a candidatura de Oliveira que terá o apoio do PMDB e da governadora Roseana Sarney. Pindaré afirma que aliança PT x PMDB no Maranhão fere lutas históricas do partido.

A intenção da cúpula do PT de São Luís é abrir processo de expulsão de Bira do Pindaré por infidelidade partidária principalmente após ele ter manifestado apoio à outros candidatos adversários de Oliveira na capital do Maranhão.

No último domingo, os petistas contrários ao grupo Sarney assinaram uma resolução no “Encontro Estadual da Resistência Petista”, segundo a qual eles “rechaçaram as alianças eleitorais com a oligarquia e a direita conservadora, principalmente em São Luís”. O grupo, do qual Pindaré também faz parte, disse no documento que pretende “defender a reaproximação do Partido ao campo democrático e popular, organizando-o para o próximo embate eleitoral, visando acumular força para as eleições de 2014”.

O presidente do diretório municipal do PT, Fernando Silva, afirmou que nesse momento não existe processo contra Bira do Pindaré mas admitiu a possibilidade de abertura de processo disciplinar contra o parlamentar. “A aliança PMDB x PT é nacional. E integrantes do partido que não apoiaram foram expulsos em outros estados brasileiros. Essa não seria uma exclusividade apenas do Maranhão”, disse Silva.

    Leia tudo sobre: eleicoes2012MaranhãoPT

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG