PT teme que acordo eleitoral influencie CPI do Cachoeira

PT rompeu com o PMDB para apoiar irmã do ministro Aguinaldo Ribeiro em Campina Grande, PB; cidade é comandada há oito anos por irmão do presidente da comissão

Agência Estado |

Agência Estado

O PT rompeu com o PMDB do senador Vital do Rêgo, presidente da CPI do Cachoeira , e apoiará Daniela Ribeiro (PP), irmã do ministro Aguinaldo Ribeiro (Cidades), à Prefeitura de Campina Grande, na Paraíba. A decisão foi comunicada na quarta-feira pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão.

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Veja o especial do iG sobre a CPI do Cachoeira

AE
Decisão foi comunicada ontem pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão


Vital do Rêgo ficou irritado e, agora, os petistas temem que essa insatisfação acabe refletindo no dia a dia dos trabalhos conduzidos pelo senador na CPI.

Reduto eleitoral da família Rêgo, Campina Grande é comandada há oito anos por Veneziano Rêgo (PMDB), irmão do senador, com o apoio do PT.

Mas, a pouco mais de três meses das eleições, a cidade acabou se transformando moeda de troca pelo apoio do PP do deputado Paulo Maluf (SP) à candidatura do petista Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo.

Saiba mais:  Ao lado de Lula, Maluf oficializa apoio a Haddad e elogia Marta e Erundina

Poder Online: Maluf e Haddad desconversam sobre cargo no Ministério das Cidades

Para acalmar Vital do Rêgo, o PT se comprometeu a apoiar sua candidatura ou a de seu irmão ao governo da Paraíba em 2014.

Depois de oito anos ao lado do PMDB, os petistas decidiram se aliar à candidatura de Daniela Ribeiro à Prefeitura de Campina Grande em retribuição ao empenho de Aguinaldo Ribeiro nas negociações com Maluf , que acabaram levando o PP a apoiar Haddad em troca de um cargo no Ministério das Cidades.

O PT indicou Peron Japiassu como vice-prefeito na chapa encabeçada por Daniela. "O fato de o ministro Aguinaldo Ribeiro ter ajudado a resolver a questão da eleição em São Paulo tem que ser levado em conta", disse o líder do PT na Câmara, Jilmar Tatto (SP).

Além dele e de Rui Falcão, o relator da CPI, deputado Odair Cunha (PT-MG), participou da reunião para formalizar a retirada de apoio ao PMDB da Paraíba. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG