Erundina diz estar 'feliz' por recusar aliança com Maluf

Deputada desembarcou da aliança quatro dias depois de ser oficializada como vice de Haddad em São Paulo; segunda ela, o gesto mostra discordância com o 'vale-tudo' político

iG São Paulo |

A deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP) disse estar "feliz" por ter recusado permanecer como vice na chapa do petista Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo após a aliança fechada pelo PT com o PP de Paulo Maluf. "Quando a gente faz uma coisa que corresponde ao anseio da sociedade a gente fica feliz", disse.  Erundina participa de sessão da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara nesta quarta-feira.

Cronologia: As idas e vindas de Luiza Erundina

Poder Online: Erundina entrou na reunião decidida, diz Eduardo Campos

André Dusek/AE
Erundina, em seu gabinete em Brasília, se diz 'feliz' por ter desistido de ser vice de Haddad


Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, a parlamentar disse que a foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao lado de Maluf provocou "repulsa" e que foi "bombardeada" nas redes sociais após o apoio a Haddad de seu adversário histórico. Ela falou ainda que seu gesto é por não aceitar a lógica do "vale-tudo" na política.

Leia também: Foto de Maluf com Lula foi o estopim para Erundina

Maluf e PT: Ao lado de Lula, adversário histórico do PT anuncia apoio a Haddad

A desistência de Erundina foi oficializada em reunião com o presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e com o vice-presidente nacional da sigla, Roberto Amaral.

Erundina, segundo participantes da reunião, justificou a desistência não pelo apoio do ex-prefeito e deputado Paulo Maluf (PP-SP) a Haddad, mas sim pela forma como essa aliança com o partido do adversário histórico do PT foi feita e divulgada. A foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao lado de Maluf foi o estopim da explosão de Erundina, que passou a rever a decisão de ser candidata já na segunda-feira. 

O apoio do ex-prefeito garante um acréscimo de 1 minuto e 35 segundos no tempo de TV da campanha de Haddad e risca da história do partido quase 25 anos de combate ao malufismo.

Ontem, Erundina disse a integrantes da direção do PSB ter se sentido despretigiada por Lula, que se deslocou até a casa de Maluf, mas não foi à cerimônia de formalização de sua candidatura na sexta-feira. 

O PSB, no entanto, reafirma o apoio a Haddad, assim como a própria Erundina. Ela, no entanto, disse que não tem mais condições de compor a chapa com o pré-candidato petista. O PT também poderia fechar a vice com o PCdoB e, nesse caso, a mais cotada é a deputada estadual Leci Brandão.

Com Agência Estado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG