CCJ do Senado volta a aprovar fim de coligações para eleições proporcionais

Comissão, que já havia analisado a proposta, rejeitou quatro emendas à PEC; matéria voltará a ser discutida pelo plenário

iG São Paulo | - Atualizada às

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, pela segunda vez, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que acaba com as coligações partidárias nas eleições proporcionais (para vereador e deputados estadual e federal) e as restringe aos pleitos majoritários (Presidente da República, governador e prefeito). 

A PEC já tinha sido sido analisada anteriormente pela CCJ e encaminhada para votação no plenário da Casa. Como recebeu algumas emendas, voltou à comissão para nova apreciação. 

A CCJ rejeitou quatro emendas do plenário à PEC. Essa decisão seguiu recomendação do relator da proposta, senador Valdir Raupp (PMDB-RO). A matéria voltará a ser analisada pelo plenário do Senado. 

Por falta de quórum, o presidente da CCJ, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), antecipou o fim da reunião marcada para a votação de projetos.

A comissão volta a se reunir ainda nesta quarta para sabatinar o ministro Francisco Cândido de Melo Falcão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indicado para exercer o cargo de corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no biênio 2012/2014.

Com Agência Senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG