Integrante da comissão da verdade renuncia à gratificação de R$ 11 mil

O jurista José Paulo Cavalcanti Filho enviou ofício afirmando que quer apenas o custeio das viagens entre Brasília e Recife

Wilson Lima iG Brasília |

O advogado e escritor José Paulo Cavalcanti Filho renunciou à gratificação de R$ 11,1 mil que teria direito como integrante da comissão da verdade. Ele é o primeiro membro do órgão instituído no mês passado a abrir mão do benefício. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira no blog do jornalista Magno Martins .

Segundo o blog, José Paulo Cavalcanti enviou ofício à ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, renunciando à gratificação mensal por ser integrante do órgão, além das diárias, do aparelho celular e o iPad ao qual teria direito. Cavalcante aceitou apenas receber as passagens aéreas no trecho Brasília – Recife, cidade onde ele reside. Cavalcanti afirma que renegou a esses benefícios por seu “elevado grau de espírito público”.

Durante a formatação do regimento interno da comissão da verdade, José Paulo Cavalcanti incluiu a possibilidade de renúncia a eventuais ajudas financeiras . A lei que criou o órgão abre a possibilidade de captação de recursos por meio de instituições de ensino superior ou organismos internacionais.

    Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG