PT faz festa high-tec para lançar Haddad candidato ao lado de Lula e Marta

Ideia do publicitário João Santana promete ser diferente de tudo que já se viu em termos de campanha política no Brasil

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

O PT preparou uma megafesta com direito a efeitos especiais e linguagem high-tec para o lançamento oficial da candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, hoje, em um centro de convenções na Zona Norte. O objetivo é reforçar o conceito de novidade em torno de Haddad, candidato jovem e que vai disputar pela primeira vez uma eleição.

Lula no Ratinho: Entrevista serviu de palanque para o candidato do PT

Leia também: Tenho de tomar cuidado com quem não gosta de mim, diz Lula

AE
PT lança oficialmente a candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo

Segundo dirigentes petistas, o ambiente elaborado pelo publicitário João Santana, segundo conceito do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, será diferente de tudo que já se viu em termos de campanha política no Brasil, prometem os coordenadores da campanha.

Alianças: PSB espera definição em Recife para apoiar Haddad

Os detalhes são mantidos a sete chaves pela direção petista, mas a ideia é usar uma linguagem cheia de referências à alta tecnologia e modernidade para reforçar o caráter de novidade política que o PT quer imprimir à imagem de Haddad.

Para aumentar o impacto o partido decidiu antecipar o lançamento do jingle, slogan e logomarca da campanha.

Tudo isso na presença de 2 mil militantes petistas e das principais lideranças do partido. Estão previstos discursos dos presidentes municipal, estadual e nacional do PT, Antonio Donato, Edinho Silva e Rui Falcão; do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, sucessor de Haddad no MEC e duas vezes candidato a governador, e de Lula.

Uma das estrelas da festa, no entanto, deve ser a ex-prefeita Marta Suplicy, adversária de Haddad na disputa interna do partido, escalada para falar em nome da bancada petista no Senado.

No evento os cerca de 1 mil delegados do PT deverão aprovar a indicação de Haddad como candidato do partido, encerrando formalmente a chance de outro nome ocupar a vaga, o que foi especulado por algumas lideranças que preferiam Marta.

Além disso, serão votadas as diretrizes do programa de governo e a chapa de candidatos a vereador.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG