Partido responde às acusações feitas pelo ex-diretor do Dnit Luiz Antonio Pagot em entrevistas a revistas neste final de semana

Em uma nota dura divulgada no final da tarde deste sábado, o PSDB qualifica as acusações do ex-diretor do Dnit Luiz Antonio Pagot de caixa 2 na campanha de José Serra à presidência em 2010 como calúnias pré-eleitorais, ameaça acionar tanto Pagot quanto a revista "IstoÉ" na Justiça e diz que “quem faz caixa 2 é o PT”.

Leia também:
PSDB e PT divergem sobre convocação de Pagot em CPI
PT: CPI deve investigar relação de Pagot com tucanos, diz petista

Em entrevistas publicadas neste final de semana nas revistas "Época" e "IstoÉ" Pagot disse ter sofrido pressões tanto do PT quanto do PSDB para conseguir verbas de campanha junto a empreiteiras contratadas para obras públicas.

A assessoria jurídica tucana ainda estuda a forma como vai encaminhar as ações judiciais.

Leia a íntegra da nota:

“A campanha de José Serra em 2010, bem como todas as anteriores, não teve caixa 2. Quem faz caixa 2, e já confessou que fez, é o PT, que aliás, tem vários de seus líderes processados no Supremo Tribunal Federal no caso da quadrilha do Mensalão. Sobre as falsas e mentirosas alegações veiculadas neste fim de semana por uma aloprada revista, cabe apenas reiterar: o denunciante é desqualificado e a revista tem histórico de delinquência eleitoral. A mentira é tão manifesta que, nem o suposto denunciante, nem a publicação assumem diretamente a calúnia. Atribuem-na a um personagem anônimo na tentativa de fugir à responsabilidade pela ofensa cometida. Não escaparão. Terão de responder pela calúnia na Justiça."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.