Chalita diz que gestão Serra/Kassab foi 'muito ruim' para a cidade

Pré-candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo não poupou críticas ao atual prefeito e ao ex-governador

iG São Paulo |

O pré-candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita , fez duras críticas nesta quinta-feira ao prefeito Gilberto Kassab (PSD) e ao pré-candidato do PSDB, o ex-governador e ex-prefeito José Serra .

Leia mais: PMDB e Chalita são multados por propaganda eleitoral antecipada

Mais eleições: PSB aprova proposta de candidatura própria à prefeitura de São Paulo

PSDB: Com Aníbal ao lado de Serra, tucanos comemoram 24 anos e pregam união

O deputado federal afirmou que a gestão Serra/Kassab foi "muito ruim" para a população. "Não fez um corredor de ônibus, só agora a dívida com o governo federal é paga, há déficit (habitacional) de três milhões de pessoas morando em favela, a saúde está falida e o tempo todo há denúncia de corrupção", disse o pemedebista em sabatina promovida pelo portal R7. 

As queixas, porém, só foram feitas depois de Chalita ser instado a nomear explicitamente os responsáveis por sua crítica. "É um conceito", afirmava, ao se referir apenas à prefeitura e não ao atual e ao ex-prefeito.

Serra foi eleito prefeito de São Paulo em 2004 e assumiu no início de 2005 tendo Kassab como seu vice. Quando o tucano deixou o cargo para concorrer ao governo do Estado em 2006, Kassab assumiu, então, a prefeitura, e acabou vencendo a eleição de 2008, sendo conduzido a mais quatro anos de mandato. O PSD, partido criado pelo prefeito, apoia Serra na disputa de 2012. 

Nas últimas eleições, em 2010, Gabriel Chalita foi o terceiro deputado federal mais votado do País, com 560.022 votos. Ele foi filiado ao PSDB de 1990 a 2009, ao PSB entre 2009 a 2011 e, desde então, está no PMDB – partido que lançou sua pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo em abril de 2011. 

Na última pesquisa de intenção de voto do Ibope, o peemedebista apareceu com 6% das intenções de voto, em quinto lugar, atrás de Serra (31%), Celso Russomano, do PRB (16%), Netinho de Paula, do PCdoB (8%) e Soninha Francine (PPS), com 7%. 

Com Valor Online

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG