Demóstenes pede para não ser ouvido na CPI do Cachoeira

Advogado argumenta que seu cliente já se defendeu ontem em depoimento que durou cinco horas no Conselho de Ética

Adriano Ceolin, iG Brasília |

O senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) pediu hoje para ser dispensado do depoimento à CPI do Cachoeira marcado para esta quinta-feira.

Cinco horas de depoimento: Demóstenes nega usar mandato a serviço de Cachoeira

TV iG: Em defesa, Demóstenes diz ter ´reencontrado Deus`

O pedido foi encaminhado pelo advogado do senador, Antônio Carlos Almeida Castro, o Kakay. "Solicitei o uso do depoimento feito ao Conselho de Ética nesta quarta-feira. É só passar a transcrição para a CPI", disse.

AE
Demóstenes Torres prestou depoimento ao Conselho de Ética do Senado

Senador e ministro do STF: Demóstenes nega ter viajado no mesmo avião que Mendes

Segundo Kakay, se o pedido for rejeitado, Demóstenes irá comparecer, mas usará o direito de permanecer calado diante dos questionamentos dos integrantes da CPI.

Antes e depois: Prisão de Carlinhos Cachoeira completa três meses

O presidente da comissão de inquérito deverá colocar o requerimento de Demóstenes em votação ainda nesta quarta-feira. Ontem, o senador goiano falou ao conselho por cinco horas . Negou seu envolvimento com a quadrilha do bicheiro Carlinhos Cachoeira e afirmou que quer ser julgado pelo que fez não pelo que disse.

    Leia tudo sobre: cpi do cachoeira

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG