Advogado argumenta que seu cliente já se defendeu ontem em depoimento que durou cinco horas no Conselho de Ética

O senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) pediu hoje para ser dispensado do depoimento à CPI do Cachoeira marcado para esta quinta-feira.

Cinco horas de depoimento: Demóstenes nega usar mandato a serviço de Cachoeira

TV iG: Em defesa, Demóstenes diz ter ´reencontrado Deus`

O pedido foi encaminhado pelo advogado do senador, Antônio Carlos Almeida Castro, o Kakay. "Solicitei o uso do depoimento feito ao Conselho de Ética nesta quarta-feira. É só passar a transcrição para a CPI", disse.

Demóstenes Torres prestou depoimento ao Conselho de Ética do Senado
AE
Demóstenes Torres prestou depoimento ao Conselho de Ética do Senado

Senador e ministro do STF: Demóstenes nega ter viajado no mesmo avião que Mendes

Segundo Kakay, se o pedido for rejeitado, Demóstenes irá comparecer, mas usará o direito de permanecer calado diante dos questionamentos dos integrantes da CPI.

Antes e depois: Prisão de Carlinhos Cachoeira completa três meses

O presidente da comissão de inquérito deverá colocar o requerimento de Demóstenes em votação ainda nesta quarta-feira. Ontem, o senador goiano falou ao conselho por cinco horas . Negou seu envolvimento com a quadrilha do bicheiro Carlinhos Cachoeira e afirmou que quer ser julgado pelo que fez não pelo que disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.