CPI quebra sigilos bancário, fiscal e telefônico de Demóstenes

Decisão foi tomada durante sessão tensa da comissão que investiga relações de políticos e autoridades com Carlinhos Cachoeira

iG São Paulo |

A CPI do Cachoeira aprovou nesta quarta-feira a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). O senador é acusado de usar seu mandato em favor das negociatas de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, que está preso desde fevereiro .

Novo depoimento: CPI nega dispensa e Demóstenes deve permanecer calado na quinta

Leia mais: Sem acordo, CPI adia votação sobre quebra de sigilo de Perillo e deputados

AE
Demóstenes Torres presta depoimento ao Conselho de Ética do Senado (29/5)

Saiba mais: CPI nega dispensa e Demóstenes deve permanecer calado

Música: Letra de samba usada por Demóstenes fala em orgia e em dar dinheiro

A CPI também vai quebrar os sigilos de Cláudio Kratka, que operaria uma espécie de instituição financeira no Distrito Federal, e de mais 19 empresas citadas nas investigações.

Os parlamentares também decidiram pedir ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Banco Central, informações sobre movimentações financeiras atípicas de Demóstenes e de Cachoeira.

Demóstenes vai comparecer nesta quinta-feira à CPI, mas deve permanecer calado, assim como a maioria dos depoentes que foram às sessões até o momento . Seu advogado entrou com um pedido de dispensa junto à comissão, que foi negado , segundo o presidente Vital do Rêgo (PMDB).

"Não houve tempo para votar o pedido. Ele terá de vir e, se quiser, poderá ficar calado como determina a Constituição", disse o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), presidente da comissão de inquérito.

Ontem, o senador se defendeu em um depoimento de cinco horas prestado no Conselho de Ética . Ele enfrenta um processo disciplinar de quebra de decoro parlamentar sob acusação de mentir sobre seu envolvimento com Cachoeira. Também é apontado por atuar como uma espécie de lobista da quadrilha.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG