Em momento chave das eleições, PSDB ataca Lula

Partido quer investigar ex-presidente sobre encontro com ministro do STF e quer convoca-lo à CPI do Cachoeira

Nara Alves, iG São Paulo |

Em meio às negociações sobre alianças e definição de candidatos a prefeito e vice, o PSDB partiu para o ataque contra o ex-presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva . Nesta tarde, o líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PR), encaminhou uma representação à Procuradoria-Geral da República solicitando que Lula seja investigado. De acordo com a revista Veja, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes afirmou que Lula o procurou para negociar o adiamento do julgamento do mensalão em troca de blindagem na CPI do Cachoeira .

Revista: Lula teria procurado ministro do STF para adiar mensalão

Leia mais: OAB cobra explicação de Lula sobre encontro com ministro do STF

Os presidentes do DEM, senador Agripino Maia (RN), e do PPS, deputado Roberto Freire (SP), também assinaram a representação apresentada pelo PSDB contra Lula por tráfico de influência e corrupção ativa na Procuradoria-Geral. “O que foi noticiado é uma afronta tanto ao Parlamento como ao STF”, disse Alvaro Dias.

Além da representação, a oposição avalia entrar com pedido de convocação do ex-presidente na CPI do Cachoeira, que acontece no Congresso. A votação dos requerimentos de convocação deve acontecer na próxima reunião da CPI, amanhã. Os tucanos, no entanto, não têm maioria na CPI, o que dificultaria a aprovação do requerimento contra o ex-presidente.

Leia também: 'Julgamento do mensalão terá sessões especiais', diz Ayres Britto

“Lula e o PT promoveram um aviltamento institucional nesse País ao chantagear um juiz do Supremo para captar sua complacência no julgamento do mensalão”, publicou o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) pelo Twitter. “Baixaria, baixeza ou falta de educação republicana, que ensina o senso dos limites na vida pública?”, perguntou o senador. “Tanto faz. (Lula e o PT) acreditam que tudo lhes é permitido”, ele mesmo respondeu.

Até mesmo o ex-líder do PSDB no Senado Artur Virgílio (AM) partiu para o ataque. Em sua página no Facebook, Virgílio afirmou nesta segunda-feira que “Lula ultrapassou todos os limites”. Ele sugeriu, ainda, que o PSDB interpele o ex-presidente judicialmente.

Os ataques ao ex-presidente petistas ocorrem nas vésperas do Encontro Nacional dos pré-candidatos a prefeito do PSDB das 100 maiores cidades do País. Durante o evento, que reunirá na quarta-feira em Brasília as principais lideranças tucanas, o partido pretende debater o discurso da sigla, programas de governo, alianças e estratégias eleitorais para a corrida municipal de outubro.

    Leia tudo sobre: cpi do cachoeiramensalãolulagilmar mendesoabstfeleições2012

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG