Veja linha do tempo do impeachment de Collor

Relembre os principais fatos que culminaram na queda do então presidente em 1992

iG São Paulo |

No dia 29 de setembro de 1992, a Câmara dos Deputados aprovou em uma votação histórica a abertura de um processo de impeachment contra Fernando Collor de Mello. No dia 29 de dezembro daquele mesmo ano, o primeiro presidente eleito democraticamente após a ditadura renunciava ao poder após uma sucessão de escândalos que atingiram seu governo.

Collor assinara sua renúncia em uma tentativa de não ter seus direitos políticos cassados, mas foi em vão. O Senado seguiu com a votação do impeachment e tornou o então presidente inelegível para cargos públicos por oito anos.

Veja o especial do iG sobre os 20 anos do impeachment de Collor

Relembre a entrevista de Pedro Collor de Mello à Veja

Até a queda, foram meses de denúncias, de escândalos e de uma Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou o apelidado "esquema PC Farias", orquestrado pelo ex-tesoureiro da campanha de Collor, que praticava tráfego de influência no planalto.

Acompanhe no infográfico abaixo os principais fatos que levaram ao impeachment de Fernando Collor de Mello há 20 anos.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG