CPI vai pedir ao STF fim do sigilo de investigações contra Cachoeira

Segundo presidente da comissão, requerimentos de sigilo e transparência de dados serão votados na reunião de hoje

iG São Paulo |

A CPI do Cachoeira , que investiga as relações do contraventor Carlos Augusto Ramos com servidores públicos e privados, aprovou nesta quinta-feira um requerimento pedindo que as operações Vegas e Monte Carlo da Polícia Federal (PF), que investigaram o esquema, percam o caráter sigiloso.

Leia também: Patrimônio de Cachoeira é incompatível com renda, mostram documentos

Saiba mais: Defesa de Cachoeira tem acesso a documentos da PF no Senado

O presidente da comissão, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) disse que, na reunião de hoje, serão votados todos os requerimentos de sigilo e de transparência de dados fiscais, bancários e telefônicos.

A CPI realiza essa reunião administrativa por conta dos adiamentos dos depoimentos dos procuradores da República Daniel Salgado e Léa Batista de Oliveira, que deverão ocorrer em 31 de maio.

Na tarde de quarta-feira, um representante da defesa de Carlinhos Cachoeira - que está preso desde fevereiro - teve acesso aos documentos da Vegas e da Monte Carlo que foram enviados à CPI.

O advogado afirmou que outros profissionais estão a caminho do Senado para analisar a documentação e que a defesa ainda não decidiu se pedirá novo adiamento do depoimento de Cachoeira à CPI, marcado para a próxima terça-feira.

Com o acesso à documentação, ficou prejudicada a liminar que adiou o depoimento , concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello. Apesar disso, Botelho afirmou que os advogados não terão tempo hábil para analisar tudo antes de terça.

Com Agência Senado

    Leia tudo sobre: cpi do cachoeiracarlinhos cachoeirastfinfográfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG